terça-feira, 2 de agosto de 2011

JG - JORNAL DO GUMA

Saem vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura 2011

Os autores Rubens Figueiredo e Marcelo Ferroni foram escolhidos pelo júri entre dez finalistas em cada categoria: Melhor Livro do Ano e Melhor Livro do Ano - Autor Estreante .

Marcelo Ferroni


O Prêmio São Paulo de Literatura, concedido pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, anunciou nesta segunda-feira (01.08), os dois grandes vencedores desta edição. Rubens Figueiredo, autor de Passageiro do fim do dia, conquistou o prêmio na categoria Melhor Livro do Ano e Marcelo Ferroni foi o vencedor da categoria Melhor Livro do Ano – Autor Estreante, com Método prático da guerrilha. Cada escritor recebeu R$ 200 mil. A cerimônia, no Museu da Língua Portuguesa, contou com a presença do Secretário de Estado da Cultura, Andrea Matarazzo.

Rubens Figueiredo
“É uma honra conceder os prêmios a Rubens Figueiredo e Marcelo Ferroni. Certamente o trabalho dos jurados para a decisão dos vencedores foi árduo, já que todos os romances são primorosos. Este ano, foram 221 romances concorrentes, contra 217 em 2009 e em 2010, o que mostra como o Prêmio São Paulo de Literatura já está consolidado. Além do valor da premiação, um diferencial importante é a aproximação dos escritores com o público”, afirma Andrea Matarazzo, Secretário de Estado da Cultura.

Fizeram parte do júri: Ignácio de Loyola Brandão, Alexandre Martins Fontes, Ruy Altenfelder, Regina Dalcastagnè e Francisco Foot Hardman.
Os dez finalistas em cada categoria foram revelados no sábado (28.05), durante o IV Festival da Mantiqueira – Diálogos com a Literatura, realizado em São Francisco Xavier (distrito de São José dos Campos). A escolha foi realizada por um júri inicial, formado por Anna Maria Martins, Cibele Lopresti Costa, Donizete Galvão de Souza, Helena Bonito Couto Pereira, Luiz Avelino de Lima, Luiz Gonzaga Marchezan, Maria Antonia Pavan de Santa Cruz, Maria da Aparecida Saldanha, Mirna Queiroz dos Santos e Rodrigo Vilella.
CONFIRA A SINOPSE DOS LIVROS VENCEDORES
(Textos de Rodrigo Vilella)
Categoria: Melhor Livro do Ano
Autor: Rubens Figueiredo
Título: Passageiro do fim do dia (Companhia das Letras)
Pedro embarca numa longa jornada de ônibus pelas ruas congestionadas de uma cidade grande, saindo do centro em destino a um bairro periférico. Em meio a um infindável congestionamento, ele observa distraído o que se passa dentro e fora do ônibus, enquanto ouve seu radinho e lê um livro. Será que o ônibus chegará ao seu destino? Nessa viagem, passado e futuro passam pela cabeça de Pedro, que vê nos passageiros muitos reflexos de si, apesar dele tentar abstrair-se do entorno.
Rubens Figueiredo nasceu em 1956, no Rio de Janeiro. Cronista e romancista, é autor de As palavras secretas, Barco a seco, ambos prêmio Jabuti, Contos de Pedro e O livro dos lobos (Companhia das Letras), entre outros.
Categoria: Melhor Livro - Autor Estreante
Autor: Marcelo Ferroni
Título: Método prático da guerrilha (Companhia das Letras)
A saga do guerrilheiro argentino é recontada por um biógrafo sem nome, que tem em mãos material inédito sobre o único brasileiro que participou da empreitada de Guevara. Em 2004 o Departamento de Estado dos EUA libera um vasto material, com a transcrição de um interrogatório. A partir de diários, biografias e depoimentos, o narrador traz à tona os fatos trágicos daquela guerrilha, desde a concepção até seus momentos finais. Mas desde o início a empreitada é ameaçada pela inexperiência de todos, somada aos equívocos e às crescentes dificuldades de comunicação. Marcelo Ferroni nasceu em 1974, em São Paulo. É editor da Alfaguara, selo da editora Objetiva.

Veja abaixo a lista completa dos finalistas (em ordem alfabética).

Melhor Livro do Ano (de 2010):
Adriana Lisboa, Azul-corvo (Rocco)
Carola Saavedra, Paisagem com dromedário (Companhia das Letras)
Evandro Affonso Ferreira, Minha mãe se matou sem dizer adeus (Record)
Joca Reiners Terron, Do fundo do poço se vê a lua (Companhia das Letras)
Miguel Sanches Neto, Chá das cinco com o vampiro (Objetiva)
Menalton Braff, Bolero de Ravel (Global)
Nelson de Oliveira, Poeira: demônios e maldições (Língua Geral)
Ronaldo Wrobel, Traduzindo Hannah (Record)
Rubens Figueiredo, Passageiro do fim do dia (Companhia das Letras)
Sérgio Mudado, Os negócios extraordinários de um certo Juca Peralta (Crisálida)
Melhor Livro do Ano - Autor Estreante (de 2010)
Andréa del Fuego, Os Malaquias (Língua Geral)
Bráulio Mantovani, [Perácio] – relato psicótico (Leya)
Eduardo Giannetti, A ilusão da alma – biografia de uma ideia fixa (Companhia das Letras)
Gabriela Guimarães Gazzinelli, Prosa de papagaio (Record)
Helio Pólvora, Inúteis luas obscenas (Casarão do Verbo)
Luis Alberto Brandão, Manhã do Brasil (Scipione)
Marcelo Cid, Os unicórnios (7Letras)
Marcelo Ferroni, Método prático da guerrilha (Companhia das Letras)
Marco Lucchesi, O dom do crime (Record)
Reni Adriano, Lugar (Tinta Negra)
Premiados nas edições anteriores - Em 2010 os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura foram A minha alma é irmã de Deus, de Raimundo Carrero, como melhor livro do ano e Se eu fechar os olhos agora, de Edney Silvestre, como melhor obra de autor estreante. Em 2009 venceram Galiléia, de Ronaldo Correia de Brito e A parede no escuro, de Altair Martins. Na primeira edição, em 2008, os premiados foram O Filho Eterno, de Cristóvão Tezza e A chave de casa, da estreante Tatiana Salem Levy.
Assessoria de Imprensa
Luciana Branco Comunica
Vanessa Guerreiro – vanessa@lucianabranco.com.br
Camilla Mortean – camilla@lucianabranco.com.br
Tel.: 11 3881 9903
Secretaria de Estado da Cultura
Ciro Bonilha - 11 2627 8166 - cbonilha@sp.gov.br
Renata Beltrão - 11 2627 8164 - rmbeltrao@sp.gov.br
Thiago Bechara - 11 2627 8162 - tbechara@sp.gov.br