quarta-feira, 24 de agosto de 2011

JG - JORNAL DO GUMA

LIVRO “POEMIA” DE GARFUNKEL
 SERÁ LANÇADO DURANTE A FAMPOP


O lançamento do livro “Poemia” de Jean Garfunkel será um evento paralelo da FAMPOP e acontece dia 3 de setembro às 17 horas no Hotel Villa Verde.


Poemia
“Imprescindível não é fazer poesia
Imprescindível é olhar pra vida
Como um poeta olharia”

O compositor e intérprete Jean Garfunkel com 30 anos de carreira e 4 discos gravados(3 em dupla com seu irmão Paulo Garfunkel), e com composições nas vozes de cantores importantes da MPB, tais como Elis Regina, Maria Rita, Zizi Possi, Renato Braz e Pena Branca e Xavantinho, lança seu primeiro livro de poemas e letras de música com prefácio do poeta e letrista Paulo César Pinheiro. Poemia é dividido em três capítulos distintos, que por sua vez identificam os pontos de vista poéticos de três olhares diferentes. Assim temos: Solaris, para os poemas que abordam a natureza com suas inspirações diurnas, Lunaris para os poemas de amor, onde a mulher aparece como a musa plenamente identificada com o arquétipo lunar e Etílicus para os poemas embriagados de humor e crítica social, onde o bar é cenário e personagem do poeta que extrai da lucidez feérica da boemia a matéria prima de seus versos. Grande parte destes foi musicada por parceiros ilustres como: Júlio Medáglia, Léa Freire, Sizão Machado, Natan Marques, ou pelo próprio autor.

Cantigas de Estrada

Há uma corrente literária no Brasil que defende a idéia de que letra de música não pode ser considerada poesia. E poesia, pode ser letra de música? E, cantada, deixa de ser poesia?
A obra do meu amigo Jean Garfunkel é um claro exemplo da artificialidade da discussão. Poemia é um livro de menestrel. Quem possui um mínimo de sensibilidade musical já o lê cantando. No ritmo de seus versos e na sonoridade de suas rimas a melodia flui. Adorei a beleza de sua trovadoria. São poemas do tempo de antes da escrita. Do tempo dos aedos de rua, das cantigas de estrada.
Recomendo sua leitura e me atrevo a sugerir: leiam-no em voz alta e, de preferência, tendo por perto um gravador ou um violão. Paulo César Pinheiro
SERVIÇO: Lançamento livro POEMIA de Jean Garfunkel - dia 03 às 17h00 - Hotel Villa Verde