quarta-feira, 3 de julho de 2013

JORNAL DA CIDADE

EDUCAÇÃO 
ESCOLA DA FAMÍLIA

COORDENADOR DO “ESCOLA DA FAMÍLIA” 
ESTEVE EM AVARÉ NOS SÁBADO, DIA 29
Na visita Paulo Mathias comentou sobre a redução da carga horária de 12 para seis horas nos finais de semana, da carga horária do bolsista do Programa.

José Maria (DE de Avaré) e Paulo Mathias Coordenador Estadual Escola da Familia

Paulo Mathias, Coordenador Estadual do Programa Escola da Família, esteve em Avaré na tarde de sábado dia 29 de junho, onde se reuniu com Dirigentes da Escolas integrantes do Programa, conversou com alunos e apresentou as principais novidades do Programa para 2014.
Uma das principais informações passadas pelo Coordenador foi a redução da jornada de permanência do aluno bolsista a serviço da escola de 12 para 6 horas o que permitirá (já em 2014) dobrar o numero de assistidos pelo Programa e uma melhor qualidade de vida do aluno que terá mais tempo de lazer e convívio familiar.
Veja como funciona o programa hoje:
Poderá candidatar-se a Educador Universitário do Programa Escola da Família, o estudante que tenha concluído o Ensino Médio em território brasileiro e que atenda aos seguintes requisitos:
1. estar regularmente matriculado em curso de graduação, em turma apta a ser iniciada,
imediatamente, ou em exercício, de Instituição Privada de Ensino Superior conveniada com o
Programa Bolsa Universidade;
2. não ser beneficiário de bolsa de estudos, financiamento universitário ou similar oriundos de
recursos públicos;
3. ter interesse e disponibilidade para desenvolver as atividades do Programa junto às Escolas
Públicas Estaduais ou Municipais, cumprindo a carga horária de 12 (doze) horas aos finais de
semana, conforme descrito no Capítulo VIII, item 1.
4. não possuir nível superior completo;
A mudança para o ano que vem afeta o item diminuindo a jornada de 12 para seis horas nos mesmos finais de semana.
O Programa Escola da Família foi criado no dia 23 de agosto de 2003 pela Secretaria de Estado da Educação. Ele proporciona a abertura de escolas da Rede Estadual de Ensino, aos finais de semana, com o objetivo de criar uma cultura de paz, despertar potencialidades e ampliar os horizontes culturais de seus participantes.
Reunindo profissionais da Educação, voluntários e universitários, o Programa oferece às comunidades paulistas atividades que possam contribuir para a inclusão social tendo como foco o respeito à pluralidade e a uma política de prevenção que concorra para uma qualidade de vida, cada vez melhor.
Cada escola organiza as atividades dentro de 4 eixos: Esporte, Cultura, Saúde e Trabalho.
MAIS FOTOS CLIQUE AQUI