segunda-feira, 4 de novembro de 2013

JORNAL DA CIDADE

SETOR DE ENERGIA


INVESTIMENTO SOCIAL

DUKE ENERGY INVESTE R$ 3 MILHÕES EM 170 INICIATIVAS
Relatório de Sustentabilidade traz detalhes dos trabalhos da companhia que administra 8 usinas no Rio Paranapanema


Duke Energy promove atrações gratuitas de cultura às comunidades

A Política de Investimento Social Privado da Duke Energy Geração Paranapanema foi marcada por um expressivo avanço nos anos de 2012 e 2013. Neste período, a companhia, que opera oito usinas hidrelétricas ao longo do Rio Paranapanema, investiu cerca de R$ 3,2 milhões em mais de 170 iniciativas. Este desempenho pode ser conferido no Relatório de Sustentabilidade publicado há poucos dias.
Para desenvolver as ações, a companhia promoveu um trabalho de identificação das principais demandas a serem realizadas nas comunidades do seu entorno, por meio de consulta aos gestores municipais e população.
“Após o minucioso mapeamento de mais de 70 municípios paulistas e paranaenses onde atua, a companhia investiu em projetos de educação, esporte e cultura, beneficiando mais de 60 mil pessoas na região da Bacia do Paranapanema. Isso é muito gratificante para nós”, expõe a gerente-geral de Relações Institucionais, Ana Amélia de Conti Gomes. 
A partir daí, a empresa organizou sua atuação com base em quatro pilares: Vitalidade Comunitária; Promoção Ambiental; Educação e Cidadania; e Capacitação e Geração de Renda. Entre os projetos desenvolvidos, destacam-se as doações para desenvolvimento do turismo e fomento da pesca; distribuição de materiais e equipamentos para hospitais públicos; o Circuito Cultural, que leva programação gratuita de teatro e cinema para todas as idades; incentivo e apoio a eventos esportivos, cujo objetivo se concentra em promover saúde e qualidade de vida à população; participação em projetos de aprendizado musical para crianças e adolescentes; e voluntariado, onde funcionários da Duke Energy promovem reformas e melhorias em entidades assistenciais situadas em municípios próximos aos seus empreendimentos.
Para levar ao conhecimento do público os trabalhos realizados, a Duke Energy publicou o primeiro Relatório de Sustentabilidade, com informações sobre o desempenho econômico, financeiro, social e ambiental da companhia, no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2012. O material está disponível para consulta na internet (www.duke-enrgy.com.br).
“Temos a convicção de que avançamos muito, mas temos muito a realizar e devemos ser capazes de comemorar mais e contarmos melhor o que fazemos”, comenta o presidente da Duke Energy, Armando de Azevedo Henriques.
Entre as iniciativas, estão ações de estímulo à prática esportiva
Investimentos
Considerado o investimento mais importante de 2012, a Duke Energy assinou o contrato para reforma geral e modernização da usina de Chavantes (SP). As obras devem se estender pelos próximos três ou quatro anos e demandam cerca de R$ 70 milhões.
Para fomentar o desenvolvimento regional, a empresa criou, em parceria com o Programa UniSol (Universidade Solidária, ligada à ONG Alfasol), o Prêmio Duke Energy – Energia da Inovação, que visa patrocinar projetos universitários  de desenvolvimento local de comunidades ao longo  do Rio Paranapanema. Em 2012, foram destinados R$ 150 mil aos três projetos selecionados.

Reconhecimento
Em reconhecimento à qualidade de seus trabalhos ambientais no exercício de 2012, pelo sexto ano consecutivo a Duke Energy foi finalista no Prêmio Benchmarking de fomento à sustentabilidade, com dois projetos: a formação de um corredor ecológico no Pontal do Paranapanema (SP) e a recuperação e proteção de nascentes situadas do lado paranaense do Rio Paranapanema.
A companhia também se destacou entre as 25 melhores empresas do Brasil para se trabalhar, no ranking do Instituto Great Place to Work e da revista Época, e entre as 50 melhores, que oferecem qualidade de vida aos funcionários, de acordo com a revista Gestão e RH. A Duke Energy ainda comemorou a marca de 5 milhões de horas sem registros de acidentes de trabalho, em 2012. 

Operações
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) classifica a Duke Energy entre as maiores geradoras privadas do País, com capacidade instalada de 2.241 MW, considerando a estrutura das hidrelétricas Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Canoas I e II, Capivara, Taquaruçu e Rosana. Só em 2012, foram gerados 12.469,88 GWh de energia, ou seja, 3,8% acima do exercício anterior e 2,43% da produção de todo o Brasil neste período.
A companhia obteve uma receita bruta operacional de R$ 1,2 bilhão e lucro líquido de R$ 324,6 milhões, desencadeando um crescimento de 14,6 % e 15,4%, respectivamente, comparando ao ano de 2011.