FAMPOP 2017

FAMPOP 2017
Espaço cedido para Cultura de Avaré

segunda-feira, 7 de abril de 2014

JORNAL DA CIDADE - Patrimônio Cultural

BNDES apoia com R$ 3,5 milhões projeto 
inovador de restauração do patrimônio 
na Baixada Santista

·        Ruínas do Engenho São Jorge dos Erasmos (Santos) terão espetáculo de luz e som (video mapping). Sítios arqueológicos serão mapeados em 5 cidades

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou R$ 3,5 milhões à Pró–Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP, através da Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo (FUSP), para projeto de revitalização das ruínas do Engenho São Jorge dos Erasmos, em Santos, e mapeamento dos sítios históricos e arqueológicos em cinco municípios da Baixada Santista. 
A cerimônia de lançamento do projeto foi realizada nesta segunda-feira, 7, com a participação de técnicos do Departamento de Economia da Cultura e do Departamento Regional Sul do BNDES. Os recursos do Banco são não reembolsáveis, provenientes do Fundo Cultural (composto de partes do lucro).
O monumento é o único remanescente arquitetônico quinhentista na modalidade “engenho de açúcar” que ainda preserva reconhecida autenticidade em suas edificações. As obras nas ruínas — que são, hoje, o legado de um período pouco conhecido e se enquadram na tipologia de museu a céu aberto —compreendem a construção de plataformas, passarelas e torre de observação, além da instalação do sistema de projeção audiovisual. 
As passarelas, articuláveis, permitirão o trânsito de visitantes e pesquisadores sem prejuízo do sítio arqueológico, pois evitarão o pisoteamento do lugar. O objetivo é tornar o espaço acessível sem danificá-lo.
Espetáculo de luz e som - O espetáculo de luz e som (video mapping) será projetado sobre as estruturas das ruínas, acompanhado de narrativa simultânea. Todo o espetáculo buscará redescobrir a história do lugar e suas transformações ao longo do tempo. Original, com roteiro e produção brasileiros e com o uso de tecnologia de ponta, terá por base referências documentais de história, arqueologia e arquitetura e como tema essencial a história da economia do açúcar.
A exemplo do que ocorre em outros monumentos no mundo, o uso da tecnologia video mapping — considerado inovador no Brasil — atende aos objetivos estratégicos do BNDES de fortalecer a economia da cultura e o desenvolvimento de conteúdos e plataformas digitais inovadores envolvendo o patrimônio histórico
A atração permitirá a ampliação do uso e do horário de visitação do equipamento cultural, incorporando-o ao circuito turístico da cidade, que já conta com outras iniciativas apoiadas pelo BNDES: a Casa do Trem Bélico e o Museu Pelé, no Casarão Valongo, a ser inaugurado este ano.
Mapeamento – O IPHAN também será um dos parceiros — juntamente com o município de Santos — no mapeamento dos sítios históricos e arqueológicos em Praia Grande, São Vicente, Santos, Guarujá e Bertioga, a ser realizado pela Universidade de São Paulo.
O objetivo é suprir uma lacuna identificada ao longo da análise deste projeto: a falta de estudos detalhados sobre os inúmeros sítios arqueológicos semelhantes ao das Ruínas dos Erasmos que estão localizados na Região Santista. 
O trabalho abrangerá diagnóstico das áreas de interesse, levantamento de documentação referente aos bens selecionados, estudo das condições de cada bem, elaboração preliminar de roteiros de visitas, produção de materiais de apoio e divulgação e educação patrimonial. 
A realização de um estudo para mapeamento e pesquisa histórica desses sítios será o primeiro passo para fundamentar um pedido de tombamento federal.