domingo, 10 de agosto de 2014

JORNAL DA CIDADE - Cultura - Cinema

QUASE MIL E QUATROCENTAS PESSOAS ASSISTEM "AS VIAGENS DE JERÊ"
 “As viagens de Jerê”, que tem a participação de diversos avareenses teve seu lançamento oficial em Avaré com grande sucesso e um publico de quase 1400 pessoas nas apresentações. Somente na sexta feira 11 sessões aconteceram.
PARA MAIS FOTOS CLIQUE AQUI
Do dia 7 ao dia 10, Avaré recebeu o projeto Sala Móvel, do Circuito Cultural Duke Energy. A iniciativa, em parceria com a ONG Teatro de Tábuas e a Produtora Nada Audiovisual, contemplou a comunidade com sessões de cinema da fábula inédita “As viagens de Jerê”, filme que tem a participação de atores e moradores da cidade e da região.
Na noite de sexta feira com a presenã de autoridades municipais e tendo como convidados principais integrantes do elenco e equipe técnica a "avant premiere" lançou o filme oficialmente na cidade.
“Esse evento é muito importante porque a criação, produção e as filmagens contaram com a participação da comunidade avareense. As pessoas se envolveram em todo processo, então a expectativa é grande, afinal a comunidade poderá ver algo feito por pessoas conhecidas, são seus filhos e amigos”, disse o assessor da Secretaria de Cultura, Guma Castellucci.
A criação de “As viagens de Jerê” teve início em março, com a realização de oficinas de cinema que ocorreram em Avaré, Fartura, Itaí, Itatinga, Paranapanema e Piraju. A finalização no trabalho foi na cidade de Campinas (SP), sede do Teatro de Tábuas e da Produtora Nada.
ASSISTA O FILME LOGO ABAIXO
SOBRE A DUKE ENERGY

Há 15 anos a Duke Energy Geração Paranapanema S.A. – subsidiária da Duke Energy Corp, maior companhia do setor energético dos Estados Unidos – atua na produção e comercialização de energia elétrica por meio da administração de oito usinas hidrelétricas instaladas ao longo do Rio Paranapanema: Jurumirim, Chavantes, Salto Grande, Capivara, Taquaruçu, Rosana, Canoas I e Canoas II (estas últimas, operadas em consórcio com a Companhia Brasileira de Alumínio – CBA). Com capacidade total instalada de 2241 MW, a companhia é considerada uma das maiores geradoras privadas do País, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), respondendo, aproximadamente, por 2% da energia total produzida no Brasil.

Valorizando a cultura do Paranapanema

Em parceria com a ONG Teatro de Tábuas, a Duke Energy desenvolve, já há cinco anos, o Circuito Cultural Duke Energy, levando programação cultural gratuita às cidades vizinhas aos reservatórios das oito hidrelétricas sob a sua concessão, no Rio Paranapanema. Colocado em números, o projeto visitou 76 municípios e atendeu a um público de mais de 160 mil espectadores. Entre exibições de cinema, teatro, exposições e oficinas, o Circuito Cultural reúne atividades diversas que contribuem para enriquecer e alegrar o dia a dia de crianças, jovens e adultos, especialmente nas pequenas comunidades.
Essa rica programação contempla espetáculos que contam lendas e causos do Paranapanema, valorizando a cultura local. Exemplo disso, o projeto Canções Populares resgatou e ajuda a difundir lendas que se escondem no leito e nas margens do imenso rio, por meio de um espetáculo cênico-musical que dá vida a tais memórias ribeirinhas.
O espetáculo “Mãe do Ouro”, lenda coletada pelo grande folclorista brasileiro Luís da Câmara Cascudo, ganhou apresentação em forma de um cortejo, convidando o público a acompanhar, cantar, ouvir e partilhar a história. Neste ano, durante os quase os dois meses de circulação nos estados de São Paulo e Paraná, a “Mãe do Ouro” percorreu 31 municípios e alcançou um público de mais de 17 mil pessoas.
Ainda em 2014, o Circuito Cultural visitou 69 escolas municipais em 34 cidades com o Projeto Contação de Histórias, com a peça “A lenda da gralha azul”. Um grande livro cênico foi apresentado aos alunos e dentro dele uma surpresa: histórias e memórias do Rio Paranapanema. Foi realizado também um workshop de contação de histórias para professores e arte-educadores, visando apoiá-los nas atividades de estímulo à leitura. Essas iniciativas contemplaram mais de 13 mil alunos e cerca de 600 professores.
Inovação na programação deste ano, oficinas de cinema, ministradas em seis cidades divulgaram as principais teorias técnicas cinematográficas com o objetivo de estimular a produção local. Resultado: a produção de um filme média-metragem, “As viagens de Jerê”, valorizando identidades culturais do vale do Paranapanema. Atualmente, a produção está sendo exibida pelo Circuito Cultural em 10 cidades, em uma sala-móvel que acomoda 140 pessoas com conforto e tecnologia.
O ano de 2014 marca ainda a criação do 1º Festival Paranapanema de Teatro, que visa estabelecer pontes com os grupos de teatro existentes e propiciar um cenário para que novos possam surgir. 
Deste modo, somando parcerias com as comunidades, prefeituras e diversas instituições, o Circuito Cultural, desenvolvido principalmente com recursos da Lei de Incentivo à Cultura (Rouanet), cresce ano após ano, e se estrutura em diversas outras iniciativas da Duke Energy. Para conhecer mais sobre a companhia, visite o site www.duke-energy.com.br.
André Florez Guimarães, gerente-adjunto de Relacionamento com a Comunidade, e Natalia Caldeira Flor, analista de Comunicação da Duke Energy.