segunda-feira, 8 de agosto de 2016

ESCOLA DESENVOLVE PROJETO DE HORTA ESCOLAR



Por Fernanda Mariá Freittas: O projeto  HORTA ESCOLAR atividade existente na Escola Estadual Padre Emilio Immos, teve início em 2015, conduzido pela professora de Ciências daquela escola (Suzilaine F. D. Romero), sob supervisão do diretor (Plínio de Araújo).
O Projeto foi executado pelos alunos do 6º ano A do período matutino em parceria com o curso de Agronomia da Faculdade Eduvale de Avaré (6º termo). 

O PROJETO

O local da plantação foi na própria escola. Os alunos da Eduvale realizaram análises em amostras do solo do local do plantio, também ministraram palestra aos alunos, explicando os componentes que foram encontrados no solo analisado e colaboram com doação de mudas e sementes para um plantio. Para todos os demais plantios, houve doação de mudas e sementes da professora Daniela Rodrigues e diretor Plínio de Araújo. 
A horta foi mantida no período de férias escolares pelos funcionários da escola que colaboraram com o projeto. 
"Criar uma horta dentro da escola não significa apenas plantar e sim aprender a valorizar esse contato com a natureza e também respeitar os pequenos seres que habitam a terra".  Palavras de Plinio de Araújo



A criação da horta escolar melhora muito a convivência e o diálogo entre professor e alunos, sem falar nos benefícios para a aprendizagem que são gigantescos e através da horta que eles conseguem aprender na prática como preparar o solo, adubar, plantar sementes ou mudas, observar o crescimento dos vegetais, diferenciar tipos de plantas, trabalho coletivo etc. 
Esse projeto visa estimular a consciência do aluno para questões de preservação ambiental e também a compreensão da inter-relação e interdependência dos organismos. 

A horta escolar traz também conhecimentos e habilidades que estimulam os alunos a produzir, descobrir, selecionar e consumir alimentos saudáveis, permitindo assim o trabalho integrado com diferentes áreas" ainda Segundo Plínio que reiterou, 

Objetiva-se favorecer o contato com a terra, a experiência da semeadura, cuidado e colheita, autonomia, responsabilidade, consciência a cerca da alimentação saudável e trabalho coletivo; 
Valorizar a importância do trabalho e cultura do homem do campo; Compreender as diferentes técnicas de manejo de solo, desenvolvimento sadio dos vegetais, relação entre água, solo e nutrientes; 
Experimentar os diversos alimentos colhidos na horta. 
Em 2016 o projeto continua com o 7º ano D do período vespertino. 
As atividades são realizadas em sua maioria nas quartas-feiras, sempre com o acompanhamento e orientação do professor e aos sábados sob orientação do diretor da escola. 
Fotos de Plinio Araújo