sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Alunos da Eduvale fazem visita técnica ao Museu Municipal

Universitários se dispõem a ajudar a Prefeitura em levantamento sobre patrimônio histórico e arquitetônico.
Por iniciativa da professora Mariana Patty Guilguer Primos, docente de História da Arte da Faculdade Eduvale, dois grupos de alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo visitaram na última terça-feira, 21, o Museu Municipal Anita Ferreira De Maria, instalado em meio ao bosque da Central Avareense de Integração Cultura (CAIC).
LEIA MAIS🔻
Os estudantes foram recebidos no local pelo pesquisador Gesiel Júnior, pelo servidor Oswaldo Moreira e pela estagiária Ana Bárbara Theodoro da Silva. Participaram da visita técnica alunos do terceiro temo dos períodos diurno e noturno, os quais viram peças da cultura indígena em exposição, colheram informes sobre a fundação do município e seu desenvolvimento histórico, além de observaram painéis fotográficos de prédios históricos da cidade.
Segundo a professora Mariana, “a experiência foi muito válida, pois os nossos alunos puderam avaliar peças de arte, decoração, instrumentos históricos, além do acervo de fotografias raras de edificações. Isso vai auxiliá-los a compreender a arte local de diferentes eras e a relação do homem com o meio e a sua importância histórica”.
No final da visita, feita em dois momentos, manhã e noite, o pesquisador Gesiel Júnior, numa breve exposição aos alunos sobre a história avareense, destacou a importância de aspectos do patrimônio arquitetônico local e agradeceu à Faculdade Eduvale por motivar o interesse no estudo de tema tão importante e nem sempre valorizado.
PARCERIA – A visita técnica motivou a professora Mariana Primos a propor futura parceria com a Secretaria Municipal da Cultura, com envolvimento dos alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, para a realização de levantamento patrimonial de casas e edificações históricas de Avaré. 
Esse trabalho servirá para fundamentar tecnicamente as análises do Conselho Municipal de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (Condephac), hoje desativado, mas que em breve terá nova composição para levar adiante a política de proteção da memória avareense.