FAMPOP 2017

FAMPOP 2017
Espaço cedido para Cultura de Avaré

sábado, 3 de junho de 2017

Musical Literário é apresentado em Avaré

Foto: Fernanda Castellucci (Rede Guma)



Nélson Gonçalves - Itaberá (na foto com fãs que prestigiaram a apresentação), trouxe para Avaré através de uma parceria com a Secretaria da Cultura/Prefeitura de Avaré, um emocionante show, muito aplaudido na noite de sábado dia 3, quando foi apresentado no Auditório Elias de Almeida Ward, no Centro Cultural Esther Pires Novaes.
VEJA MAIS FOTOS CLIQUE AQUI
LEIA MAIS🔻
A literatura se encanta com a melodia e os textos sonoros ganham vida em uma produção inédita de um espetáculo musical teatralizado. 
A atração, que reúne literatura, música e teatralização, integra o projeto Literatura Cantada, avalizado com o selo PROAC ICMS 2016. O trabalho percorre cidades da região com banda de nove integrantes, ator e cenários para ambientar a relação entre uma sala de leitura e a musicalização de textos em conto, crônica e dissertação jornalística.
Na apresentação a literatura e a música ‘conversam’ no palco. A proposta teve lançamento no Teatro Municipal de Bauru em outubro último. O espetáculo de 1h50 de duração demarca a estreia do autor na literatura. Ele faz interpretações teatrais de trechos de crônica, contos, reportagens e dissertação elaborados no livro que conta, ainda, com um CD encartado. 
“No palco, uma sala de leitura forma o ambiente para diálogos que propõem a reflexão sobre o comportamento humano e a abordagem da linguística pesquisada no trabalho e nos versos que deram vazão a esse mergulho nas raízes da identidade cultural brasileira”, revela Itaberá.
O projeto do livro com CD encartado contém 12 capítulos multigênero e 14 canções. Para cada capítulo o compositor produziu uma canção, também em diferentes estilos. No livro, Nélson Itaberá pesquisa a identidade existente entre a palavra e a música e defende, ainda, a possibilidade de composições pelo chamado “analfabeto musical”, sem o conhecimento de campos harmônicos.
O projeto ainda promove a discussão sobre comportamento humano. Neste caso, o autor apresenta temáticas como vaidade, consumismo, egoísmo, amor, internet, em estilos literários diversificados e, para cada um, sugere o mergulho na reflexão através de letras musicadas. Um ator ‘provoca’ a relação entre canções e textos ao longo do espetáculo.
Por fim, o trabalho defende a identidade cultural brasileira a partir da rejeição e exclusão social, tendo o cafuzo como personagem elementar dessa formação. Nos capítulos de pesquisa, o autor traz entrevistas com sociólogos, estudiosos da linguística, psicólogos e outros especialistas, de acordo com o conteúdo de cada capítulo-canção. “Um projeto para ler, refletir, ouvir e cantar”, como define Itaberá.
O autor independente já lançou três álbuns musicais – sendo Pedra brilhante (2012), Linguagens (2013) e Lições de Vida (2014) –, é vencedor de três sambas enredos em concursos de desfile do Carnaval de Bauru pela Escola Acadêmicos do Cartola e recebeu certificado de honra ao mérito nacional no Prêmio Esso de Jornalismo, edição 1999, por sua atuação na imprensa escrita investigativa.
Nélson Itaberá Gonçalves é autodidata em violão e cavaquinho, editor do Jornal da Cidade de Bauru, com 25 anos de profissão, e jornalista da TV Câmara Bauru.