terça-feira, 20 de junho de 2017

Avaré conta com associação para crianças autistas

Foto: Ana Sampaio

Representantes da Associação Espirita Arco-íris realizaram,  dia 20, uma coletiva de imprensa para falarem a respeito do trabalho que vem sendo desenvolvido pela instituição.
LEIA MAIS🔻

A Associação Arco-Íris, que é presidida pela professora Cleia Balera, trabalha exclusivamente com crianças que apresentam o chamado Transtorno do Espectro Autista (TEA).
Atualmente a Associação trabalha com 10 alunos de 06 a 12 anos e presta todo tipo de auxílio para o desenvolvimento destas crianças. Todo este atendimento é feito de forma gratuita.
“O autismo não tem cura, mas tem progresso e é preciso um trabalho multidisciplinar para que este desenvolvimento aconteça”, afirma a presidente da Associação.
E neste acompanhamento multidisciplinar estão incluídos diversos profissionais, como médicos, terapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos, professores e 20 voluntários que prestam serviço para a Arco-Íris atualmente.
Além do acompanhamento dos alunos, a Associação Arco-Íris também oferece apoio para os pais destas crianças autistas. Todo primeiro sábado do mês é realizada uma reunião entre os responsáveis e especialistas em TEA.
Desordens complexas do desenvolvimento
A partir do último Manual de Saúde Mental – DSM-5, que é um guia de classificação diagnóstica, o Autismo e todos os distúrbios, incluindo o transtorno autista, transtorno desintegrativo da infância, transtorno generalizado do desenvolvimento não-especificado (PDD-NOS) e Síndrome de Asperger, fundiram-se em um único diagnóstico chamado Transtornos do Espectro Autista (TEA).
O TEA é uma condição geral para um grupo de desordens complexas do desenvolvimento do cérebro, antes, durante ou logo após o nascimento. Esses distúrbios se caracterizam pela dificuldade na comunicação social e comportamentos repetitivos. Embora todas as pessoas com este Transtorno partilhem essas dificuldades, o seu estado irá afetá-las com intensidades diferentes. Assim, essas diferenças podem existir desde o nascimento e serem óbvias para todos; ou podem ser mais sutis e tornarem-se mais visíveis ao longo do desenvolvimento.
A Associação Arco-Íris de Avaré funciona junto ao Bom Samaritano, que atende em duas unidades, na Rua Bahia, 426 (no Centro), e na Avenida Salim Curiati, 1591 (Jardim Brasil).
FONTE:OGUNHE