segunda-feira, 10 de julho de 2017

Banda Filarmônica de Portugal deu um show em Avaré

FOTO: ERNESTO ALBUQUERQUE
Foi uma noite memorável para a cultura de Avaré. Assim pensa a maioria do grande público que prestigiou o concerto da Sociedade Filarmônica Vermoilense, banda portuguesa que pela primeira vez se apresentou na cidade e teve como palco o interior remodelado da igreja matriz de São Benedito.
RÁDIO CIDADANIA FM 104.9 Mhz
LEIA MAIS🔻

Por duas horas, na noite deste domingo, muita gente se comprimiu – cerca de 400 pessoas – para aplaudir o espetáculo que reuniu duas corporações musicais: além da banda portuguesa, juntou-se a ela a Banda Municipal “Maestro Giocondo Cordoni”, de Laranjal Paulista, sob a batuta do regente Fúlvio Scarme. Convidado pelo pároco da igreja de São Benedito, padre Ademar Domingos Roma, ele programou o concerto das duas corporações para a noite de 9 de julho, das 19h às 21h.
A Filarmônica de Vermoil, composta por 50 instrumentistas, em visita ao Brasil desde o começo do mês, apresentou-se gratuitamente em Avaré, sob a regência dos maestros Paulo Clemente e Daniel Mazzoni, interpretando clássicos lusitanos, incluindo um fado, além de peças musicais internacionais, incluindo algumas brasileiras, como Copacabana e Aquarela do Brasil.
Dois avareenses participaram do concerto: o jovem Robson Francisco e a corista Sílvia Helena da Fonte, os quais deram suas vozes na interpretação da melodia franciscana “Doce é sentir”, sendo muito aplaudidos pela comunidade.
O médico Alcides de Moura Campos, prefeito de Laranjal Paulista, fez questão de participar do concerto.
De Avaré, representaram a Câmara os vereadores Ernesto Albuquerque e Alessandro Rios. Na plateia aplaudiram o espetáculo algumas personalidades como o compositor Juca Novaes e sua mãe Margarida, que é cantora, além do médico Nilson Evangelista. 
“Estamos muito felizes pelo êxito dessa marcante apresentação em homenagem ao jubileu do centenário da devoção a São Benedito em Avaré. Nossa igreja, cujas obras estão em fase final, teve a sua história abrilhantada pela vinda dessas bandas. A música, afinal, é uma maneira tocante de louvarmos a Deus”, destacou o padre Ademar, manifestando sua satisfação pelo sucesso do evento, que não teve nenhum apoio da Prefeitura local.
FONTE: OGUNHÊ
Nota Editorial da Rede Guma
A equipe da Cultura de Avaré, ouvida pela reportagem da RG informou que não teve disponibilidade de ir ao evento (que teve seu apoio) pois as atividades do Arraiá do Nhô Musa que teve inicio no domingo as 17 horas foram impeditivas.