FAMPOP 2017

FAMPOP 2017
Espaço cedido para Cultura de Avaré

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

CAPOEIRA DE GRAÇA NO CENTRO CULTURAL


Em parceria com a Escola Abadá Capoeira, a Secretaria Municipal da Cultura iniciou esta semana o projeto Capoeira Cultural, iniciativa voltada ao ensino da prática dessa mistura de arte marcial, esporte, cultura popular e música.
LEIA MAIS🔻

O projeto, sob a coordenação do instrutor graduado Leandro Soares, prevê aulas gratuitas às terças e quintas-feiras, das 19h30 às 21h. Quem tem mais de sete anos já pode se matricular no curso de capoeira, das 8h ao meio-dia e das 13h às 17h, no Centro Cultural Esther Pires Novaes, onde o mesmo está sendo desenvolvido.
“A capoeira hoje em dia a se tornou não apenas uma arte ou um aspecto cultural, mas uma verdadeira exportadora da cultura brasileira. Nossa meta é oferecer à comunidade mais essa boa opção. Que Avaré possa assim ter capoeiristas de todas as idades que logo nos mostrem a riqueza do aprendizado. Desde já agradeço aos parceiros da Abadá pelo valioso apoio”, declarou o secretário da Cultura, Diego Beraldo.
Patrimônio da Humanidade
Trazida ao Brasil por descendentes de escravos africanos em fins do século dezesseis, a capoeira é caracterizada por golpes e movimentos ágeis e complexos, utilizando primariamente chutes e rasteiras, além de cabeçadas, joelhadas, cotoveladas, acrobacias em solo ou aéreas.
Uma característica que distingue a capoeira da maioria das outras artes marciais é a sua musicalidade. Seus praticantes aprendem não apenas a lutar e a jogar, mas também a tocar os instrumentos típicos e a cantar. Aliás, um capoeirista que ignora a musicalidade é considerado incompleto.
Já a Roda de Capoeira foi registrada como bem cultural pelo Iphan no ano de 2008, com base em inventário realizado na Bahia, em Pernambuco e no Rio de Janeiro, considerados berços desta expressão cultural. E em novembro de 2014, recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco.