segunda-feira, 18 de setembro de 2017

HISTORIA DE AVARÉ NA LINHA DO TEMPO


Linha do Tempo
CLIQUE EM MAIS INFORMAÇÕES↲
1862
–  Lavrada, a 15 de maio, no Cartório de Botucatu a escritura da doação de glebas ao Patrimônio de Nossa Senhora das Dores, pelos fundadores Vitoriano de Souza Rocha e Domiciano José de Santana.

1870
–   Criada, a 07 de abril, pelo Bispado de São Paulo a Freguesia (Paróquia) de Nossa Senhora das Dores do Rio Novo, tendo como primeiro vigário o padre italiano Antonio Mainieri.

1875
– Assinada, a 07 de julho, a Lei Provincial nº 15, que elevou o Distrito do Rio Novo à categoria de vila (município), dando-lhe autonomia política e administrativa, com área desmembrada de Botucatu.

1883
– A 22 de fevereiro, por meio da Lei Provincial nº 3, a Vila do Rio Novo é elevada à Comarca, incluindo o termo de São Sebastião do Tijuco Preto (atual Piraju).

1895
– Inaugurada, a 31 de março, a Estação Ferroviária de Avaré com a passagem do primeiro trem da Estrada de Ferro Sorocabana e Ytuana.


1923
– Quitada, a 1º de dezembro, por um consórcio de benfeitores, a elevada dívida municipal, medida que permitiu a Avaré livrar-se da crise financeira e retomar o seu desenvolvimento econômico.

1935
– O município de Avaré, então chamado de ‘Capital do Ouro Branco’, bate sucessivos recordes na produção de algodão no país.

1962
– Represadas para aproveitamento hidrelétrico as águas do Rio Paranapanema, a partir de junho, quando se deu a formação da Represa Armando Laydner (Jurumirim).

1970
–  Inaugurado, a 29 de agosto, pelo governador Abreu Sodré, às margens da Represa Jurumirim, o Camping Municipal, primeiro ponto turístico de Avaré.

1985
– Por decreto do governador Franco Montoro, Avaré se torna sede do Escritório Regional de Governo (ERG), referência para 17 municípios do Sudoeste paulista.

2002
– Sancionada, a 21 de junho, pelo governador Geraldo Alckmin a Lei nº 11.162, que transformou Avaré em estância turística do Estado de São Paulo.

Fonte: “Avaré em memória viva”, volumes I, II, III e IV,
Gesiel Júnior, Editora Gril, 2010/2013