quarta-feira, 18 de outubro de 2017

VEJA COMO SE INSCREVER PARA CONCURSO PARA POLICIA MILITAR

FOTO ILUSTRATIVA
Estão abertas as inscrições para a realização de concurso público visando ao provimento de 2.200 (dois mil e duzentos) cargos de Soldado PM de 2ª Classe para frequentar o Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública (Curso de Formação de Soldados - CFSd).
As inscrições, no valor de R$ 50,00 (cinquenta reais), deverão ser realizadas somente pela internet,

CLIQUE AQUI E SE INSCREVA

no período das 10h00 de 04 de outubro de 2017 às 23h59 de 06 de novembro de 2017.
Maiores informações sobre o Edital de Concurso poderão ser encontradas no Diário Oficial do Estado, Executivo – Caderno 1 - pagina 204, CLIQUE AQUI
LEIA EM MAIS INFORMAÇÕES DETALHES DO CONCURSO
O anúncio de realização do concurso PM/SP aconteceu no dia 25 de julho, durante a entrega de 72 novas viaturas para a corporação pela Secretaria de Segurança Pública. A pauta está disponível no site do órgão e a medida irá reduzir o prazo para que aspirantes da PM sejam promovidos a oficiais. Serão 2.200 vagas abertas para Soldado PM de 2ª Classe e 221 vagas para Oficiais (veja aqui  – Concurso PM SP 2017 – Oficiais).
A PM/SP recebeu no segundo semestre do ano passado uma autorização para preencher 5.400 vagas. Um novo concurso foi divulgado para 2.293 vagas em novembro, restando ainda, 3.107 vagas do quantitativo autorizado.
O Concurso PM SP 2017/2018
Para concorrer a uma das vagas no concurso da PM-SP 2017/2018, o candidato deverá ter nível médio completo e idade entre 17 e 30 anos. Além disso, ter 1,60m de altura (homem) e 1,55m (mulher) e Carteira Nacional de Habilitação no mínimo na Categoria B são requisitos para participar do concurso público. Os salários oferecidos chegam a R$ 2.992,54, sendo R$ 1.178,88 de salário base, além de R$ 1.178,88 de Regime Especial de Trabalho Policial (RETP) e R$ 634,78 de insalubridade.
O Soldado terá que realizar o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas e a aplicação da lei, nas diversas formas de policiamento, sempre primando pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana, em conformidade com os princípios doutrinários de polícia comunitária, de direitos humanos e de gestão pela qualidade, por intermédio da conclusão com aproveitamento do Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, destinado a formar, com solidez teórica e prática, o profissional ocupante do cargo inicial do Quadro de Praças da Polícia Militar.
O concurso público terá validade de 90 (noventa) dias, a contar da data de sua homologação e poderá, a critério da Administração, ser prorrogado por igual período.
Os inscritos no concurso deverão ser avaliados por provas objetivas, redação, aptidão física, saúde, psicológico, investigação social e análise de documentos e títulos.  As provas devem contar com 50 questões, sendo:
18 de língua portuguesa;
12 de matemática;
10 de conhecimentos gerais;
05 de noções básicas de informática; e
05 de noções de administração pública
Teste de Aptidão Física (TAF) – Concurso PM SP 2017 – Soldado
(A) TESTE DE APOIO DE FRENTE SOBRE O SOLO (FLEXÃO E EXTENSÃO DE COTOVELOS) – PARA O PÚBLICO MASCULINO
O candidato deverá apoiar as mãos no solo, separadas com distância biacromial (largura dos ombros), braços totalmente estendidos e dedos indicadores paralelos e voltados para frente, mantendo um alinhamento corporal entre tronco, quadril e pernas.
Ao sinal do avaliador o candidato deverá flexionar os cotovelos até formar uma angulação mínima de 90 graus e aproximar o tórax a 10 centímetros do solo, devendo retornar à posição inicial, estendendo completamente os cotovelos. O resultado do teste será a quantidade de repetições corretas realizadas pelo avaliado no tempo de 01 (um) minuto. – o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliador “Prepara!” “Atenção!” “Já!”, e encerrado com a voz de: “Pare!” ou o teste será realizado por meio eletrônico; – ao comando “Já!” aciona-se o cronômetro, e aos 60 (sessenta) segundos dá- se a voz de “Pare!”, quando o candidato interrompe sua execução; – as execuções incorretas ou os movimentos incompletos não serão computados; – os cotovelos devem estar em extensão total para o início do movimento de flexão; – o candidato, durante a execução dos movimentos deverá permanecer com a coluna ereta e os joelhos estendidos; – a movimentação de quadris ou pernas, fora dos padrões estabelecidos anteriormente, como forma de auxiliar a execução do movimento, o invalidará; – caso o candidato encoste com qualquer parte do corpo no solo (exceto aquelas já citadas, pés e mãos), aquele movimento não será considerado, sendo que para que os movimentos posteriores sejam contados, o candidato deve adotar a posição inicial e proceder conforme o descrito anteriormente.
(B) TESTE DE APOIO DE FRENTE NO SOLO, SOBRE O BANCO (FLEXÃO E EXTENSÃO DE COTOVELOS) – PARA O PÚBLICO FEMININO
A candidata deverá apoiar as mãos no solo, separadas com distância biacromial (largura dos ombros), braços totalmente estendidos e dedos indicadores, paralelos, voltados para frente, mantendo alinhamento entre tronco, quadril e pernas; os joelhos devem estar apoiados próximos à borda do banco sueco de aproximadamente 36 (trinta e seis) cm de altura.
Ao sinal do avaliador, a candidata deverá flexionar os braços (cotovelos) até formar um ângulo mínimo de 90 graus e aproximar o tórax a 10 centímetros do solo, devendo retornar à posição inicial, estendendo completamente os cotovelos. O resultado do teste será a quantidade de repetições corretas realizadas pela avaliada no tempo de 01 (um) minuto;
– o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliador “Prepara!” “Atenção!” “Já!!!”, e encerrado com a voz de: “Pare!” ou o teste será realizado por meio eletrônico;
– ao comando “Já!” aciona-se o cronômetro, e aos 60 (sessenta) segundos dá- se a voz de “Pare!”, quando a candidata interrompe sua execução;
– as execuções incorretas ou os movimentos incompletos não serão computados; – os cotovelos devem estar em extensão total para o início do movimento de flexão;
– a candidata, durante a execução dos movimentos, deverá permanecer com a coluna ereta e os joelhos estendidos; – a movimentação de quadris ou pernas, fora dos padrões estabelecidos anteriormente, como forma de auxiliar a execução do movimento, o invalidará;
– uma linha, a 10 (dez) centímetros da borda do banco sueco, será marcada em toda a extensão de seu comprimento, que delimitará a área em que deverão estar apoiados os joelhos da candidata;
– caso a candidata encoste com qualquer parte do corpo no solo (exceto as mãos), aquele movimento não será considerado, sendo que para que os movimentos posteriores sejam contados, a candidata deve adotar a posição inicial e proceder conforme o descrito anteriormente.
(C) TESTE DE RESISTÊNCIA ABDOMINAL
O candidato adota a posição inicial em decúbito dorsal, com pernas completamente estendidas no prolongamento do corpo e as mãos tocando o solo acima da cabeça. Ao sinal do avaliador o candidato iniciará o teste, flexionando o tronco e quadril, simultaneamente com a flexão dos joelhos, adotando a posição sentada, mantendo os braços estendidos à frente do corpo e paralelos ao solo, de forma que se verifique o alinhamento dos cotovelos aos joelhos, retornando, na sequência, à posição inicial, onde qualquer parte dos membros superiores deverá encostar no solo acima da cabeça, estando os braços flexionados ou não, momento em que será anotada uma execução. Este procedimento deve ser executado, repetidamente, tantas vezes quanto possível, no tempo limite de 60 (sessenta) segundos.
– o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliado “Prepara!” “Atenção!” “Já!!!”, e encerrado com a voz de: “Pare!”. Ao comando “Já!” aciona-se o cronômetro, e aos 60 (sessenta) segundos dá-se a voz de “Pare!”, no momento em que candidato interrompe sua execução, ou será realizada por meio eletrônico;
– serão computadas apenas as execuções corretas do exercício, conforme descrito acima;
– a flexão e extensão de quadril, tronco e joelhos deverá ocorrer simultaneamente;
– não será permitida qualquer forma de auxílio durante o movimento (ex.: abraçar ou apoiar-se nos joelhos ou na parte posterior das pernas, ou apoiar cotovelos no solo).
– os pés devem tocar no solo no início, no meio e no fim do movimento, ou seja, na posição inicial, no momento da flexão de tronco e após a extensão.
(D) TESTE DE CORRIDA DE 50 (CINQUENTA) METROS
O teste será realizado em terreno plano, onde deverá haver a demarcação das linhas de largada e de chegada, compreendendo a distância de 50 (cinquenta) metros entre elas. O candidato posiciona-se inicialmente atrás da linha de largada, adotando um afastamento antero posterior das pernas, com o pé da frente o mais próximo possível da referida linha. Ao sinal do avaliador o candidato parte em máxima velocidade, objetivando cruzar a linha de chegada no menor tempo possível, que será anotado pelo cronometrista, com precisão em centésimos de segundo, que estará sobre a linha de chegada.
– o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliador “Prepara!” “Atenção!” “Já!!!”, ao comando “Já!!!” o referido avaliador, concomitantemente, realiza um movimento rápido com o seu braço empunhando uma bandeirola, que se encontrava estendido acima da cabeça, de cima para baixo, momento em que o avaliador (cronometrista) aciona o cronômetro que será travado quando o candidato cruzar a linha de chegada ou será realizada por meio eletrônico;
– não será autorizado o uso de bloco de partida para a largada; – caso o candidato realize uma saída falsa, ele terá outra chance para realizar a tentativa. Caso o candidato persista no erro (realize uma segunda saída falsa), ele perderá a tentativa, obtendo 0 (zero) pontos naquela tentativa.
(E) TESTE DE CORRIDA DE 12 (DOZE) MINUTOS
O teste deverá ser realizado em terreno plano, com demarcações de 50 em 50 (cinquenta) metros. O candidato se posicionará atrás da linha de largada, aguardando o sinal de partida. Ao sinal do avaliador, o candidato iniciará o teste, estabelecendo um ritmo apropriado de corrida, objetivando percorrer a maior distância possível em metros, dentro do limite de tempo de 12 (doze) minutos, que será anotada pelo avaliador ao término do teste.
– o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliador “Prepara!” “Atenção!” “Já!!!”. Ao comando “Já!!!” o avaliador acionará o cronômetro ou será realizada por meio eletrônico. Aos 10 (dez) minutos, será dado um silvo curto de apito para ciência dos candidatos, sendo final do teste sinalizado com 2 silvos longos de apito, momento em que o candidato deverá interromper o esforço e aguardar na pista até que o avaliador constate e faça a anotação de sua marca;
– o candidato não pode parar durante a realização do teste, sob pena de ser considerado desistente e, portanto, inapto.
Sobre a PM de São Paulo
Com base na estrutura determinada pela legislação federal, a Polícia Militar do Estado de São Paulo encontra-se organizada para alcançar eficiência, eficácia e efetividade nas ações policiais militares, na seguinte estrutura:
Estrutura da Polícia Militar: Órgãos de Direção Geral, Órgãos de Direção Setorial, Órgãos de Apoio, Órgãos de Execução, Órgãos de Assessoria.
CAJ – Coordenadoria de Assuntos Jurídicos
CCB – Comando do Corpo de Bombeiros
CComSoc – Centro de Comunicação Social da Polícia Militar
CIPM – Centro de Inteligência da Polícia Militar
Cmt G – Comandante Geral
Coord Op PM – Coordenador Operacional da Polícia Militar
Correg PM – Corregedoria da Polícia Militar
CPAmb – Comando de Policiamento Ambiental
CPC – Comando de Policiamento da Capital
CPChq – Comando de Policiamento de Choque
CPI – Comando de Policiamento do Interior
CPM – Comando de Policiamento Metropolitano
CPRv – Comando de Policiamento Rodoviário
CPTran – Comando de Policiamento de Trânsito
EM/PM – Estado-Maior da Polícia Militar
Gab Cmt G – Gabinete do Comandante Geral
GRPAe – Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar