segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Operação da DIG de Lins fiscaliza Ciretran e despachantes em Promissão

FOTO G1
Ação foi realizada após denúncia de supostas fraudes em documentação de veículos. Uma pessoa foi presa e outras levadas para a delegacia.

Um funcionário do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) da unidade de Promissão, na região administrativa de Bauru, foi preso na manhã desta segunda-feira (27) acusado de realizar registro e alterações de características de veículos de forma irregular. A investigação foi iniciada pelo próprio Detran.SP após denúncia recebida por sua Ouvidoria e levada ao conhecimento da Polícia Civil. 
A prisão temporária ocorreu depois de busca e apreensão feita na casa do servidor público, onde foram encontrados documentos de veículos e laudos de vistorias. Ele responderá pelos crimes de corrupção passiva e ativa, falsificação de documento público, falsidade ideológica e associação criminosa.
O Detran.SP e a Polícia Civil também realizaram fiscalização conjunta na unidade de atendimento de Promissão e em quatro estabelecimentos de despachantes na cidade. Processos e documentos foram apreendidos para averiguação. Se identificada a participação de mais pessoas, elas poderão responder a inquérito policial.
Administrativamente, o Detran.SP vai instaurar processo que pode levar à demissão do funcionário, cujo acesso aos sistemas dos serviços de trânsito já foi bloqueado. Caso seja constatada a participação de despachantes em atos irregulares, esses profissionais terão o credenciamento cassado. Todos terão direito a ampla defesa, conforme prevê a legislação. 
“Registrar um veículo sem que ele atenda aos requisitos estabelecidos pela legislação coloca em risco a segurança no trânsito e pode ter impacto na vida de muitas pessoas. Por isso, nenhum cidadão deve ser conivente com essa prática. Denúncias à nossa Ouvidoria podem ser feita de forma online e o sigilo é garantido”, ressalta Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detran.SP. 
A Ouvidoria do Detran.SP pode ser acionada pelo portal www.detran.sp.gov.br ou CLIQUE AQUI