terça-feira, 14 de novembro de 2017

Projeto sustentável criado por alunos será implantado em escola de Taquarituba


Professora Viviane Ramos e os estudantes  Vinicius Ferrari e Letícia Castro representaram o Brasil com projeto (Foto: Arquivo Pessoal/ Viviane Ramos)
O projeto sustentável, que foi criado por estudantes do Ensino Médio da Escola Estadual Dimas Mozart e Silva de Taquarituba (SP) e acabou sendo finalista em janeiro deste ano no prêmio internacional "Zayed", será implantado na unidade escolar pela Secretaria de Energia e Mineração e a CPFL Santa Cruz a partir de dezembro.O trabalho criado pelos alunos e a professora Viviane Ramos prevê a instalação de placas solares e telhas transparentes para aproveitamento do sol, cisternas para armazenar água da chuva, torneiras e descargas com sensores, piso ecológico que ajuda a gerar energia, troca das lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de led, uma sala específica para a discussão do tema entre os alunos, revitalização do bosque com a colocação de uma pista de atletismo em volta e ampliação da horta orgânica.Em janeiro, os estudantes Vinicius Ferrari, Letícia Castro a professora da escola representaram o Brasil no prêmio internacional de sustentabilidade em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos. Na época, o grupo afirmou ao G1 que o sentimento era de "dever cumprido" após ficarem entre os três finalistas.

LEIA MAIS🔻
Segundo o secretário de Energia e Mineração João Carlos Meirelles, após os estudantes representarem o Brasil, o governo decidiu apoiar essa iniciativa.
Estudantes da escola de Taquarituba visitaram CPFL em Campinas (Foto: Arquivo Pessoal/Neusa Martins)“Os alunos foram recebidos pelo governador Geraldo Alckmin e eu estive com eles na premiação em Abu Dhabi. Esse é um projeto que não poderia ficar no papel. É a juventude trazendo ideias inovadoras em um novo momento que o mundo vive com a ampliação do uso de energias renováveis e a economia por meio da eficiência energética”, disse o secretário.
De acordo com o secretário da Educação José Renato Nalini, além de economia na conta de luz, a intenção do projeto é propiciar aos estudantes da rede estadual a mudança nos hábitos de consumo de energia elétrica e combater o desperdício.
“A herança ambiental que o mundo está deixando é ruim, por isso a importância do projeto dos alunos que ajudam a manter um meio ambiente sustentável”, destacou.

Implantação

A CPFL Santa Cruz também irá financiar a implantação do projeto. Segundo a Secretaria de Energia e Mineração, serão investidos R$ 126 mil na instalação de uma central fotovoltaica com potência de 15 quilowatt-pico (kWp) e na troca de 300 lâmpadas e refletores para a tecnologia LED. No dia 31 de outubro foi assinado o protocolo sobre o financiamento do projeto.
“Por meio de nossas ações, conseguimos promover o desenvolvimento das comunidades onde atuamos, e a realização de parcerias com o poder público são importantes para que projetos como esse sejam implementados e a população possa usufruir dos benefícios”, explica o presidente da CPFL Santa Cruz, Marco Antonio Villela de Abreu.

'Orgulho’

Professora abordou tema sustentabilidade com projeto (Foto: Reprodução/ TV TEM)Para a diretora da escola Neusa Martins, a implantação do projeto é orgulho para todos da escola. As lâmpadas devem ser trocadas até o final de dezembro.
“Ficamos muito felizes em saber que a ideia dos alunos será concretizada. Está todo mundo orgulhoso. É um orgulho”.
Para o estudante Vinícius da Silva Ferrari, que viajou até Abu Dhabi representando o Brasil, é importante sempre sonhar por um mundo melhor.
“O futuro do planeta depende de nossas ações. Basta sonhar, acreditar e ter esperanças” disse em nome dos estudantes, Vinícius da Silva Ferrari, aluno da Escola Estadual.