segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Victoria Cortez oficializa o uso de seu nome social

Através de uma ação judicial pioneira em Avaré conduzida pelo advogado Dr. Ronivaldo Simão, Victoria Cortez consegue  a retificação do nome e gênero nos documentos oficiais.
LEIA A CARTA DE AGRADECIMENTO↙EM MAIS INFORMAÇÕES


Carta de agradecimento, por Victoria Cortez

Sou uma pessoa bastante conhecida pela comunidade avareense, venho de uma família tradicional e, estou certa, minha índole, caráter e valores dão tranquilidade à minha consciência. Como vereadora (2013-2016) fui a voz que mais ecoou no Parlamento para que Avaré se tornasse uma Estância Turística de fato, através da terceirização do Camping Municipal, com o objetivo de que lá pudesse ser instalado um parque aquático; que houvesse a capacitação de pessoas na exploração do turismo rural e de aventura; pela criação de hortas, jardins e pomares públicos em áreas verdes abandonadas; por um bosque municipal; pela construção de trilhas de corrida e caminhada às margens do Ribeirão Lajeado; para que houvesse a exploração da linha férrea destinada aos pequenos passeios turísticos aos domingos e feriados, uma vez que muitas cidades já estejam implementando a volta do transporte ferroviário com incentivo do Governo Federal. Lutei muito pela causa animal; pela cultura, além do trivial, que são: Saúde e Educação. E, na verdade, o que mais impactou o meu mandato, sem dúvidas, foi minha transição de gênero no Parlamento, que acabou trazendo muitos debates e discussões a respeito, dentro e fora da Câmara, sempre mantendo uma relação respeitosa e republicana com o Poder Judiciário.
Com o fato, conseguimos mudanças significativas, que garantem o direito à dignidade da pessoa humana e aos direitos individuais. A partir daí, foi baixado um decreto municipal tratando sobre o uso do nome social no âmbito da administração pública direita e indireta, decreto esse que, dele, pouca gente tem conhecimento. Minhas lutas continuaram dentro e fora da política, com o apoio e a compreensão de grande parte da Imprensa local, que se mostrou despida de preconceitos e hipocrisia, bem como de grande parcela da população avareense. Esse mês, através de uma ação judicial pioneira em nosso Município, muito bem conduzida pelo advogado e amigo Dr. Ronivaldo Simão, conseguimos a retificação do meu nome e gênero nos documentos oficiais. O Meritíssimo Juiz de Direito do Foro da Comarca do Município da Estância Turística de Avaré, Dr. Luciano José Foster Junior, titular da Segunda Vara Cível, julgou favorável a ação, com um parecer muito bem fundamentado, garantindo meus direitos individuais e minha dignidade como pessoa humana, mostrando que a verdadeira justiça, além de cega, é desprovida de PRÉ CONCEITOS.
A Promotora de Justiça de nossa Comarca, Dra. Giovana Marinato Godoy, também se mostrou bastante humanista, não interpondo recurso no Tribunal de Justiça. Portanto, deixo aqui minha admiração e meu agradecimento público ao Poder Judiciário, ao Ministério Público, ao Dr. Ronivaldo, aos amigos médicos e profissionais da saúde fizeram o meu acompanhamento, aos meus eleitores fiéis, aos então Vereadores que me apoiaram à época, a toda Imprensa Avareense e as pessoas de bem, indistintamente, que me entenderam ou, ao menos, me respeitaram. E agradeço, enormemente, aos meus poucos Amigos e a Minha Família que me amam e permaneceram ao meu lado. É nessas horas que sabemos "quem é de verdade".
Na certeza de que nada acontece por acaso, nem sem a permissão de Deus. Daqui para frente, obviamente, só espero poder viver com dignidade, uma vez que meu caráter e meus valores permanecem intactos, almejando o respeito que todo ser humano merece. Gratidão eterna,

Victoria Cortez