ANITA E A ARTE DE FAZER BONECAS DE PANO

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Bonecas confeccionados sem uso de cola ou qualquer produto químico ou tóxico, costurado e confeccionados com materiais e técnicas que não causam qualquer tipo de perigo para crianças.
Encomende a sua: (14) 3732-3348.

A Arteira

Ana Gonçalves de Campos, Anita nasceu em 24 de novembro de 1936 na cidade de Óleo-SP.
A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, criançaDepois de uma passagem por Águas de Santa Barbara e Cerqueira Cesar onde trabalhou como Costureira (confeccionava os mais diversos modelos e era conhecida como profissional gabaritada em roupas de gala) veio para Avaré no final dos anos 50 acompanhando seu marido, o saudoso Mauro Garcia que trabalhava no Laticínio União (prédio desativado e praticamente destruído na esquina das Ruas Maranhão e Distrito Federal).
Com o encerramento das atividades do União, seu marido então se tornou seu sócio e montaram um loja especializada em confecções, muitas delas confeccionadas pela própria Anita.
O negócio caminhava bem até a compra do imóvel onde segundo Anita “... tudo se perdeu... um sonho realizado... um infindável pesadelo” - são seus comentários ao citar de forma emocionada sua vivência no sobrado que se localiza na mesma citada esquina (Rua Maranhão com Distrito Federal, em frente ao prédio onde funcionava o Laticínio). Isto porque as sucessivas (até hoje) enchentes daquela área a levaram a perder tudo o que construíra até então em prejuízo inclusive de sua saúde e que levou ao falecimento de seu marido, no ano 2000.
A imagem pode conter: área internaAs dividas acumuladas a levariam ao um desespera ainda maior até que um determinado dia surgiu á sua porta “o anjo das bonecas”.
A referência dada por Anita tem sua razão de ser aquela senhora que lhe fez então uma inusitada encomenda, a confecção de certo numero considerável de bonecas de pano.
Apesar de não ter especialidade neste tipo de trabalho, a necessidade a fez trabalhar e produzir a encomenda que foi paga antecipadamente. Quando a simpática senhora que lhe fez o pedido veio buscar não poupou elogios e disse que iria embora, pois residia nos Estados Unidos, mas que voltaria para uma encomenda ainda maior.
Empolgada, então Anita começou a produzir inúmeras versões de bonecas de pano, incluindo imagens de santos (como a que tenho em meu escritório, de São Francisco) e as encomendas não mais pararam e é o fruto de seu sustento.
Vendendo o imóvel que permitiu tanto desgosto, hoje Anita mora numa casa simples, mas muito confortável e acolhedora dividindo seu espaço com as centenas de bonecas que dão uma visão de “entrar num conto de fadas” a quem a visita.

As filhas Ana Leide e Vera Neiza não poupam elogios e palavras de carinho à homenageada da coluna PERSONARE desta semana ANA GONÇALVES DE CAMPOS, a quem eu tenho orgulho de poder chamar de grande e querida amiga ANITA. 
Por Guma Castellucci 
Conheça mais o trabalho dela AQUI

Comentários