Polícia investiga se assaltantes mortos em tiroteio tem envolvimento com morte de policial

Policial militar rodoviário Claudemir Caetano foi morto após sair do trabalho em Cerquilho (Foto: Reprodução/Facebook)

A polícia investiga se um grupo de assaltantes que morreu em um tiroteio com a Polícia Militar, na madrugada desta sexta-feira (19), em Sorocaba (SP), tem envolvimento com a morte de um policial rodoviário de Cerquilho (SP).
Segundo a Polícia Militar, os suspeitos estavam em dois carros, um deles era do policial rodoviário morto após sair do trabalho, na segunda-feira (15). Claudemir Caetano de Oliveira tinha 47 anos e foi baleado ao chegar em casa.
Suspeitos flagrados em carro de policial vítima de latrocínio morrem durante confronto com
Conforme o boletim de ocorrência, a PM recebeu informações de que o carro roubado do policial estava seguindo em direção a Sorocaba. Uma operação foi montada para interceptar o veículo.
Após uma ordem de parada, os dois veículos pararam. Os suspeitos desceram e atiraram contra os policiais, que revidaram. O Samu foi acionado e verificou que os quatro suspeitos morreram baleados no local.
Um deles foi identificado como Jean Carlos Ramos de Almeida, de 22 anos, de Tatuí. Todos os corpos foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba.
Latrocínio
O policial Claudemir Caetano de Oliveira tinha saído do batalhão, em Tatuí, quando foi abordado por criminosos ao chegar em casa, por volta das 2h do dia 15 de janeiro, em Cerquilho (SP).
A mãe do oficial encontrou o corpo dele dentro de casa e acionou a polícia. Uma equipe foi até o local e constatou que a vítima tinha sido atingida por um disparo de arma de fogo no pulmão e que o revólver e carro dele tinham sido levados.

Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

Comentários