Jovem é morta enforcada pelo marido

‘Judiava muito dela’, diz pai de jovem 
morta enforcada pelo marido em Botucatu
Vítima foi agredida e enforcada e o marido é suspeito do crime em Botucatu (Foto: TV TEM/Reprodução )

Suspeito, preso em flagrante, também teria dado vários golpes na cabeça da vítima. 

Os dois tinham acabado de visitar o filho prematuro internado no Hospital das Clínicas.


Suspeito foi preso em flagrante e vai responder por feminicídio 
Foto: Guarda Civil Municipal
O pai da jovem morta enforcada pelo marido em Botucatu (SP), na noite de domingo (18), afirma que essa não tinha sido a primeira vez que o companheiro da filha a agrediu.
Segundo a polícia, Luiz Gustavo Bovolenta, de 35 anos, teria matado a companheira, Josilma Bezerra dos Anjos, de 20 anos, por ciúmes. Ele foi preso em flagrante e vai responder por feminicídio.
“Fiquei sabendo que ela tinha morrido quando a viatura veio aqui e falou: 'ela está morta e o Gustavo está preso'. Ele judiava muito dela, mas a gente não espera uma notícia dessa”, conta José da Silva.
As agressões aconteceram em uma estrada de terra no distrito de Rubião Júnior. O casal havia saído para visitar o filho que nasceu prematuro e está internado há 37 dias no Hospital das Clínicas. No caminho, segundo os relatos de Luiz Gustavo à polícia, eles discutiram e a mulher teria confessado uma traição.

Pai da vítima afirma que não foi a primeira vez que Luiz Gustavo agrediu sua filha (Foto: TV TEM/Reprodução )
Furioso, ele parou o carro e começou a espancá-la, com golpes na cabeça, e a enforcou. Ao perceber que ela estava desacordada, o suspeito a arrastou para fora do carro e deixou o corpo próximo da linha férrea.
Depois disso, Gustavo ainda foi para um bar e somente depois acionou a Guarda Municipal. 
O Samu e a Guarda Civil Municipal foram até o local indicado e encontraram o corpo.
A equipe de resgate tentou fazer os procedimentos de ressuscitação, mas a mulher já estava morta. Ainda segundo o boletim de ocorrência, ela apresentava lesões na cabeça e no pescoço compatíveis com uma esganadura.
Segundo a polícia, Luiz Gustavo tem passagens pela polícia por violência doméstica. Além do bebê prematuro, Josilma tinha outro filho de dois anos de idade de outro relacionamento.

Por G1 Bauru e Marília

Postar um comentário

INSTAGRAM

INSTAGRAM
Copyright © REDE GUMA. Designed