Idoso é violentamente agredido no meio da rua

Idoso agredido em Vera Cruz alega que ato foi planejado: 
‘não deu para fazer nada’
Câmera de segurança registrou as agressões no meio da rua em Vera Cruz. Vítima já teve a casa vandalizada e havia registrado boletim de ocorrência contra agressores um ano antes.

REPRODUÇÃO DE CAMÊRA (Veja no vídeo CLIQUE AQUI.)

O idoso que foi violentamente agredido no meio da rua em Vera Cruz (SP) se recupera em casa, mas deve passar por uma cirurgia nos próximos dias por conta de um afundamento dos ossos da face. Uma câmera de segurança registrou as agressões (Veja no vídeo CLIQUE AQUI.)
Em entrevista, o homem, de 62 anos, contou como as agressões aconteceram na noite do dia 21 de março na rua onde mora. Segundo a vítima, que pediu para não ser identificada, o ato foi planejado, porque os homens deixaram uma barra de ferro na casa onde moravam, que usaram no ataque.
“Não deu tempo de fazer nada. Eles chegaram dizendo que queriam conversar sobre o boletim de ocorrência que registrei contra eles no ano passado, pediram que retirasse a queixa, mas como me neguei, eles começaram a me bater. Eu quebrei em quatro partes os ossos da face”, conta.
O idoso disse que o primeiro golpe foi com barra de ferro no rosto e ele já caiu. “Nesse momento ficou tudo escuro, perdi um pouco dos sentidos e cai, aí começaram a me chutar.”
A Polícia Militar foi acionada, mas os agressores fugiram. Os policiais levaram o idoso até o atendimento médico. Ele recebeu alta no dia seguinte e registrou boletim de ocorrência. “Agora estou fazendo exames para ver se tenho condições de saúde para fazer a cirurgia.”
Os dois agressores foram identificados, mas como não houve flagrante, vão responder em liberdade. Os suspeitos eram vizinhos do idoso, mas segundo ele se mudaram do local há uns dois meses.
Quando as agressões ocorreram, os rapazes não moravam mais na casa, mas teriam escondido a barra de ferro no imóvel, que está vazio.
Ainda de acordo com o idoso, ele já havia registrado um boletim de ocorrência contra os ex-vizinhos por perturbação de sossego em fevereiro do ano passado e um mês depois, ele teve a casa depredada e registrou uma nova ocorrência.
“Eles quebraram a câmera de segurança e jogaram tijolo no carro. Foi registrado um boletim de ocorrência de dano e era esse boletim que eles gostariam que eu retirasse a queixa”, explica.
A Polícia Civil registrou um boletim de ocorrência inicialmente de lesão corporal e o caso é investigado. Ninguém foi preso.

Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília

Postar um comentário

SUA OPINIÃO É BEM VINDA ...AFINAL VOCÊ É UM AMIGO DO GUMA!

INSTAGRAM

INSTAGRAM
Copyright © REDE GUMA. Designed