TV MULHER: Você sabe por que maio é conhecido como ‘mês das noivas’?

Por que maio é o mês das noivas?
Estando ou não dentro do universo dos casamentos, você provavelmente já ouviu alguém dizer que maio é popularmente conhecido como o mês das noivas.
Ok, mas de onde vem essa ideia?
Antes de desvendarmos o mistério, vale contar que, aqui no Brasil, a coisa foge um pouco à regra: por questões econômicas, os casamentos brasileiros costumam ocorrer em maior quantidade durante os meses de dezembro e janeiro – ou seja, bem na época das férias coletivas das empresas, e junto com a chegada do 13º salário, o que, como esperado, tem influência direta nas prioridades dos casais.
Já nos Estados Unidos o mês campeão de cerimônias é fevereiro, principalmente por conta do Dia dos Namorados americano (ou Valentine’s Day, celebrado no dia 14 do mesmo mês).
Mesmo assim, maio fica em terceiro lugar de preferência por aqui, e continua mantendo a fama de temporada casamenteira no mundo todo. Por isso, reunimos a seguir algumas das teorias que contribuem para tal.

É primavera!

A primeira e mais conhecida delas tem bastante a ver com as tradições de países do Hemisfério Norte, mais especificamente com a influência das estações do ano nos costumes populares. É que no decorrer dos séculos, a natureza como um todo, e principalmente as flores, se tornaram símbolos diretamente associados às cerimônias de casamento. Já que a primavera, que tem início em maio, é a a “estação das flores e das colheitas”, nada mais justo do que aproveitar o cenário natural, presente durante todo o mês, para se casar.
Por pura influência da colonização europeia, nós do Brasil também acabamos importando a prática, fazendo com que a quantidade de cerimônias em maio fosse igualmente significativa por aqui.

Religião católica

Outra hipótese conhecida é a de que, segundo a Igreja Católica, maio é visto como o mês oficial de homenagens à figura de Maria, mãe de Jesus Cristo – por isso, é também conhecido como “mês das mães” (o Dia das Mães, para quem não sabe, é comemorado anualmente nos segundos domingos de maio).

Fonte: Mdemulher

Comentários