Clínica do programa saúde em ação é inaugurada em Piraju

Foi entregue nesta sexta-feira,01, novas obras no Vale do Jurumirim, por meio do programa “Saúde em Ação”, parceria da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
As duas novas clínicas construídas nos municípios de Piraju e Itaporanga são do tipo UBS (Unidade Básica de Saúde), e receberam investimento de R$ 2,4 milhões cada.
No total, o Vale do Jurumirim contará com investimento de R$ 84 milhões, destinados a 26 unidades do “Saúde em Ação” na região, sendo 19 construções de novas unidades e sete reformas de clínicas do tipo UBS e CAPS. Um dos equipamentos novos é o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Avaré, cuja conclusão está prevista para o próximo ano.
Segundo o coordenador do programa, Ricardo Tardelli, as novas unidades e o hospital vão transformar a saúde do local. “A população não precisará mais se deslocar para ter um atendimento de qualidade. Atualmente, muitas pessoas precisam viajar para outras cidades em busca de uma medicina especializada”, explica.
As novas clínicas fazem parte de uma parceria inédita com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, que prevê obras de construção e reforma de 166 serviços de saúde em cinco regiões do Estado de São Paulo. Além do Vale do Jurumirim, o programa conta com obras no Vale do Ribeira, Litoral Norte e nas regiões de Campinas e Itapeva. O investimento total é de R$ 826 milhões.

Clínicas “Saúde em Ação”

As unidades são entregues equipadas aos municípios e possuem cada uma delas 359m² de área construída. Em dezembro, foram inauguradas as primeiras clínicas do programa no Vale do Jurimirim, nos municípios de Avaré e Paranapanema.
As clínicas do tipo UBS são consideradas as “portas de entrada” do SUS, e têm capacidade de realizar, em média, cerca de 1.800 mil atendimentos por mês, entre consultas médicas e odontológicas.
Além das consultas, os pacientes também poderão receber vacinas, curativos e inalações, além de coletar sangue para exames laboratoriais. Também haverá ações de promoção e prevenção da saúde. As novas unidades contarão com equipes capacitadas para realizar atendimento humanizado. Do investimento total para o programa, 70% são provenientes do BID e outros 30%, do tesouro estadual.
As regiões beneficiadas pelo projeto foram escolhidas pela Secretaria, após um estudo que analisou as necessidades regionais e o perfil epidemiológico de cada uma.
Postar um comentário

INSTAGRAM

INSTAGRAM
Copyright © REDE GUMA. Designed