MORRE TAVITO

Morreu na manhã de terça-feira (26), aos 71 anos, o cantor e compositor Tavito.
  • JUCA NOVAES PRESTA SUA HOMENAGEM AO AMIGO E GRANDE PARCEIRO ↙

A informação foi noticiada por um amigo do artista em uma rede social. De acordo com o comunicado, o músico lutava contra um câncer na língua.
  • Cantor e compositor descobriu a doença na língua; amigo relatou drama vivido pelo músico: "Acabaram com a boca dele"
  • Tavito era muito conhecido em Avaré pelas suas inúmeras participações, como artista e também como jurado na Fampop. Em 2015 foi homenageado como Patrono do Festival.

— Eu nao queria dar esta notícia, mas a Celina me pediu pra avisar o pessoal. Com o coração estraçalhado comunico aos amigos que nosso imenso e insubstituível Tavito Carvalho acabou de partir para a grande viagem de volta ao pai.

No post, o colega relatou o drama vivido pelo cantor nos últimos dias.
—  Ele descobriu um câncer embaixo da lingua. Aí foi tratar, acabaram com a boca dele, não podia beber, engolir, puseram sonda, que virou infecção, que passou para pulmão, que virou UTI e é isso.
Tavito nasceu Luís Otávio de Melo Carvalho, no dia 26 de janeiro, de 1948. Companheiro de geração de Milton Nacimento, compôs, em parceria com Ney Azambuja, o sucesso Rua Ramalhete. 
Como compositor, Tavito produziu discos de outras grandes nomes da música brasileira, como Marcos Valle, Renato Teixeira, Sá e Guarabira.
  • ↘HOMENAGEM DE JUCA NOVAES AO AMIGO TAVITO

Tavito, além de meu amigo pessoal, era parceiro de música e de bons papos. No plano pessoal, era uma pessoa de ótimo e sagaz humor, excelente caráter, muito bom de texto, e extremamente inteligente e bem-informado. Era uma das pessoas de quem eu mais buscava saber opiniões, sobre isso ou aquilo. Era um mestre, sempre sábio e ponderado. Ele trazia a clareza. Era - como eu - um atormentado pelo jogo bruto dos nossos tempos, sempre à espera de um espaço de delicadeza nas relações, nasfalas, nas canções.

E que canções ! "Rua ramalhete" foi escolhida pela votação dos telespectadores da TV Globo Minas como o hino da cidade de Belo Horizonte. Isso, numa terra de Lôs, Betos, Miltons, Toninhos e Tavinhos. Eu sempre fui apaixonado por essa música, desde quando, no final dos anos 70, se tornou um sucesso. Fui assistir ao seu primeiro show em São Paulo, no teatro da Fundação Getúlio Vargas. Um dos meus sonhos era cantar essa música com ele. Sonho realizado : não só a cantamos juntos em vários shows, como gravamos juntos no meu DVD "Goa ao vivo". Onde também consta nossa parceria "Adrenalina pura", letra minha, música dele, uma ode à paixão. Que começa com os versos "pois você é quem me chama na chincha / e eu me sinto um joão ante o drible do Garrincha". Poucos sabem hoje o que era o "joão", "chamar na chincha" e mesmo quem era o Garrincha. Mas ele sabia. Sabia das coisas.

Provavelmente você já cantarolou "esse ano quero paz no meu coração" ("Marcas do que se foi);. "eu quero uma casa no campo" ("Casa no campo"); ""ah coração, se apronta pra recomeçar" ("Começo, meio e fim"). Ou a música da Copa. Ou inúmeros jingles que ele criou. Tudo obra do Tavito, algumas com seus parceiros.


Tocou com Vinícius, Milton, Gal. Compôs com Zé Rodrix, Aldir Blanc, Marcos Valle, Ivan Lins, Guarabyra, Sá. Integrou o mítico "Som imaginário". Tocou nos célebres álbuns "Clube da esquina". Produziu discos fantásticos de Marcos Valle (inclusive o meu preferido, de 1974), Sá e Guarabyra, Renato Teixeira. Foi o autor de um dos maiores clássicos da maior cantora brasileira de todos os tempos : Elis Regina. Deixou uma obra imortal. E também está marcado na história da Fampop, como jurado durante quase uma década, e como patrono (compositor homenageado) da edição de 2015.
  • Se eu pudesse escolher nesse momento uma, dentre todas as  canções de Tavito, elegeria "Aquele beijo", que ele compôs para sua doce e eterna companheira, Celina.  Juca Novaes




INSTAGRAM

Copyright © REDE GUMA. Designed