HQs Disney de volta ao Brasil com novidades inéditas para colecionadores

Com exclusividade, falamos de Donald 85 anos, O Grande Almanaque Disney e outras edições inéditas que chegarão ao Brasil ainda em 2019


A partir deste mês, as HQs Disney retornam ao Brasil, agora pela Editora Culturama. A empresa gaúcha não estava no radar do público como a possível herdeira de alguns dos produtos Disney da Editora Abril, mas tinha um trabalho consolidado na área infantil, principalmente com licenciados, e uma estratégia de distribuição diferenciada no mercado, levando seus títulos a lojas, bazares, postos de gasolina, supermercado, além das bancas. A Culturama também já tinha os direitos de alguns produtos Disney, como FrozenToy Story, entre outros, vendia livros de atividades e itens diversos, como livros para brincar no banho.
As HQs mensais entraram na jogada quando a Abril anunciou que pararia de publicar as revistinhas no Brasil — incluindo as mensais (formatinho), as muitas coleções que estavam em andamento (Biblioteca Don RosaColeção Carl Barks e Os Anos de Ouro de Mickey) e edições especiais que compilavam histórias diversas com uma temática específica, como Pateta RepórterMickey Mistery.
A edições que chegam este mês ao mercado estampam o número zero na capa. É um reboot completo com cinco títulos: Pato DonaldTio PatinhasAventuras DisneyPateta e Mickey. O personagem Zé Carioca não será mais publicado no Brasil, o que gerou uma reação negativa de alguns fãs na internet. Segundo Naihobi Steinmetz Rodrigues, editora-chefe da Culturama, a empresa optou por publicar apenas histórias inéditas no Brasil, que são produzidas principalmente na Europa, o que implica na exclusão do personagem brasileiro: “As histórias vêm da Itália, Dinamarca e Holanda, grandes centros de produção Disney, mas onde não são produzidas histórias do Zé Carioca. Assim, por enquanto não temos previsão para publicá-lo, mas temos um grande carinho pelo personagem.”, esclarece.

Títulos inéditos para colecionadores

Sobre a continuidade das coleções da Abril que estavam em andamento — outra questão levantadas pelos fãs — a Culturama não pode trabalhar as mesmas edições por questões contratuais. Portanto, não há previsão, por exemplo, da Coleção Carl Barks. Isso não quer dizer que não haverá outros produtos inéditos e em formato mais luxuosos, como revela o editor, Paulo Maffia:
A gente vai ter uma revista só para o colecionador. […] Em formato americano, bimestral, com 192 páginas. Vai chamar O Grande Almanaque DisneyTerá entrevistas com autores, as grandes sagas, voltada para o público mais adulto.
O novo título será lançado oficialmente no Festival Guia dos Quadrinhos, que acontece nos dias 13 e 14 de abril, em São Paulo. A empresa também trará o roteirista e desenhista italiano, Francesco Guerrini, para participar do evento.
Além das edições bimestrais para os colecionadores, a editora também planeja publicar uma nova edição do Manual do Escoteiro MirimDucktales Apresenta: O Novo Guia do Escoteiro Mirim ainda não tem uma data exata de lançamento, mas a empresa estima que sairá ainda em 2019, com conteúdo inédito no Brasil.
Também no universo de Ducktales, será lançada enciclopédia da nova série, algo como “Ducktales de A a Z” — um título provisório. E, até o final do ano, uma novidade inusitada: o retorno dos quadrinhos Disney em inglês: “Foi um grande sucesso na década de 1980, e que agora está de volta”, conta Maffia.
Abaixo, você confere as capas originais das edições mencionadas (as capas brasileiras ainda não foram produzidas):

  • 1 de 2
  • 2 de 2

Pato Donald 85 anos: os capítulos perdidos do personagem

Em 2019, o Pato Donald completa 85 anos. O pato mais ranzinza do mundo é também um dos personagens mais queridos do brasileiro e, naturalmente, os leitores já pedem por uma edição especial para comemorar a data.
As histórias mais populares do pato abordam a fase adulta do personagem, mas há algumas que exploram a infância de Donald, quando ainda morava no sítio da Vovó Donalda, o Donald Menino. “Mas o que aconteceu com ele do momento que deixa o sítio até encontrar os meninos? Onde ele estudou? Ele fez faculdade?”, questiona Maffia.
Em junho, a Culturama promete lançar a minissérie O Jovem Donald, que contará alguns capítulos perdidos na história personagem, além de momentos únicos, como quando aparece o avô dele. A publicação especial será dividida em oito edições, com 20 páginas cada, e capa dura. A minissérie terá ainda matérias com curiosidades sobre os 85 anos do personagem.
Os preços das edições mencionadas ainda não foram divulgados.

HQs Disney mensais da Culturama

No evento de lançamento para a imprensa que aconteceu no dia 21 de fevereiro, os jornalistas receberam um kit com alguns brindes e, claro, o mais importante, as cinco novas edições das HQs Disney mensais por aqui:
  • O papel e o preço: as edições zero têm capa em papel couchê e miolo em papel offset. São 64 páginas em cada revista. Todas no tamanho “formatinho”. O preço sugerido é de R$ 6 por edição.
  • As histórias: as revistas mensais só terão histórias inéditas, que começam e terminam na mesma edição: “Se alguém pegar o Tio Patinhas, qualquer número, daqui a quatro ou cinco meses, ele vai ler e se divertir”, esclarece Maffia.
  • Assinatura e distribuição: a Culturama criou o “Clube de Assinatura Quadrinhos Disney”, que custa R$ 29,90 + R$ 9,90 de frete fixo para todo o Brasil. A editora criou o “Clube” com a intenção de enviar, além das cinco revistas, um brinde mensalmente. Há também a modalidade de assinatura anual que dará direito a uma edição extra exclusiva. Mais informações, no site da editora.
Confira as capas:

  • 1 de 5

  • 2 de 5

  • 3 de 5

  • 4 de 5

  • 5 de 5

Quem lê as HQs Disney por aqui?

A Culturama se apresenta ao mercado com uma editora que produz e publica produtos para a infância. As HQs Disney, no entanto, têm um público adulto grande. Maffia explica a estratégia para atender as diferentes demandas:
As revistas mensais estão sendo planejadas para, além do colecionador, chegar a um novo público. Formar leitores. […] Sempre que apresentamos um personagem não muito conhecido ou uma situação não muito conhecida, essas revistas terão matérias explicando sobre o assunto.
A revista Nº 1 do Tio Patinhas, por exemplo, terá uma história na qual ele volta para o Klondike para buscar um tesouro. Abaixo, duas páginas da edição que será distribuída apenas em abril:

  • 1 de 2

  • 2 de 2
As HQs Disney são publicadas no Brasil há 68 anos, diferentes gerações começaram a leitura acompanhando as histórias de Donald, Pateta, Mickey e companhia. O desafio da Culturama é enorme, tão grande quanto o território brasileiro e as dificuldades de infraestrutura do país, que geram consequências na qualidade da distribuição. Além disso, enfrenta um mercado acostumado a consignar produtos e em crise. Resta confiar na estratégia que promete agradar aos leitores mais exigentes, além de atrair uma nova geração; ter ainda a sorte do Gastão e a astúcia do Mickey: o faro para o ouro do Tio Patinhas, a empresa já demonstrou ter.

DE JOVEM NERD
Pedro Duarte

INSTAGRAM

Copyright © REDE GUMA. Designed