PROGRAMA DE NEGÓCIOS - Planejar o seu negócio é fundamental - parte 2



3 - Missão da empresa 

Essa é uma parte muito importante do seu plano de negócios. Trata-se de definir o motivo de sua empresa existir. Não, ela não foi feita só para você ganhar dinheiro. Ela deve atender bem aos clientes, oferecer produtos com determinada qualidade, contribuir de alguma forma para a sociedade. Esse é um momento de reflexão muito importante para você. A missão que você escolher para sua empresa guiará suas ações, seus funcionários, seus clientes e fornecedores. Ela conduzirá tudo o que você vier a fazer e deverá estar na parede da recepção da sua empresa, no seu site, mas especialmente no seu dia a dia. 

4 – Produtos oferecidos 

Você pode vender pipoca, e ela pode ser salgada ou doce, estourada na manteiga em vez de óleo de soja, polvilhada com orégano ou queijo ralado. Saber qual é o seu carro-chefe, o produto que se destaca, é fundamental. Defina em que você é forte em seu negócio, ode e como você atrai mais clientes. 

5 – Processo de produção 

“Desenhe”, etapa por etapa, como você desenvolve os produtos ou serviço da sua empresa, desde a escolha da matéria-prima, transporte, chegada, estoque, utilização, embalagem, venda, item por item. Enxergar a cadeia de processo em que você estará envolvido vai ajudá-lo a observar possíveis gargalos de atraso e a necessidade de mais funcionários, aumentar o espaço físico do estoque e assim por diante. Seja detalhista na descrição de todos os processos; ela irá ajudá-lo em diversos momentos! 

6– Equipamentos 

Verifique quais máquinas, instrumentos e equipamentos você precisará ter para tocar o seu empreendimento. Veja custos, durabilidade, gasto com eletricidade ou gás etc. 

7 – Móveis e utensílios necessários 

Faça uma lista com móveis e utensílios de que você irá precisar, como mesas, computadores etc. 

8 - Matérias-primas e embalagens 

Verifique quais são as matérias-primas e embalagens necessárias para você realizar seu negócio. É fundamental ter uma estimativa do custo. 

9 – Capital de giro 

O capital de giro refere-se aos recursos necessários para você investir por um período até o seu negócio gerar recursos suficientes para manter suas atividades cotidianas. Muita gente investe tudo o que tem e se esquece de fazer uma reserva para manter as contas pessoais e de manutenção do negócio até começar a ter vendas que compensem o investimento. Não caia nessa armadilha. Vai ser mais difícil pagar juros de dívidas contraídas por esse motivo. 

10 – Investimento inicial 

Investimento inicial Investimento inicial é a soma de todos os seus gastos com móveis, utensílios, estoque de matéria-prima. É muito importante que você faça uma lista com todos os detalhes envolvidos no seu projeto e saiba o valor total para começar seu negócio. 

11 – Gastos mensais com manutenção, depreciação e seguros 

Para evitar imprevistos que o impeçam de atender bem seus clientes e realizar seu trabalho em paz, é fundamental ter uma reserva para a manutenção de suas máquinas. Contratar seguros para se precaver contra roubo ou outras perdas e danos aos seus equipamentos é algo que você deve considerar. 

12 – Custos com mão de obra 

Colocar na ponta do lápis o custo com a mão de obra, inclusive com todos os encargos trabalhistas, é fundamental para poder “decolar” de forma sustentável. Para legalizar seus funcionários, é necessário que você tenha empresa aberta, legalizada. Há outros tipos de contratos temporários de empregados, principalmente se o seu negócio for sazonal, ou seja, quando você trabalha com produtos e serviços que são mais requisitados em determinado período do ano. 

13 – Custos fixos 

São custos fixos todas as contas que você tem que pagar para o seu estabelecimento funcionar, como aluguel, luz, água, telefone, gás, limpeza etc. 

14 – Preço do produto ou serviço 

Depois que você colocou na ponta do lápis os seus gastos e despesas (como aluguel, mão de obra, matéria-prima, etc.), descubra qual o preço unitário do seu produto. Se você presta serviços, calcule quanto custa uma hora do seu trabalho. Saber quanto cobrar fará com que você não venda seus produtos ou preste serviços abaixo do preço e perceba o momento de aumentar o valor para manter seu empreendimento.

Acompanhe nossa série sobre EMPREENDEDORISMO toda quarta e sexta.
Edição: Fernanda Castellucci

INSTAGRAM

Copyright © REDE GUMA. Designed