Enxaqueca 

O que é ?

São dores de cabeça recorrentes, uni ou bilaterais, tipo pulsátil (que pulsa), de moderada a severa intensidade, acompanhada de vômitos, náuseas, sensibilidade à luz, distúrbios auditivos e visuais, podendo durar alguns minutos, ou até 72 horas. A proporção é de quatro a cinco mulheres para cada homem que é atingido pela enxaqueca.

Se os distúrbios visuais ou auditivos ocorrerem antes da cefaléia (dor de cabeça), chama-se de enxaqueca com aura, sem estes sintomas, enxaqueca sem aura.

Suas Causas ?

A enxaqueca é provocada pela queda da serotonina, substância que, entre outras funções, é um analgésico natural do corpo. A ciência ainda não sabe explicar, no entanto, o que provoca a diminuição da serotonina.

De acordo com a Drª. Jerusa Alecrim Andrade, Médica Acupunturista, especialista em enxaqueca, responsável pelo ambulatório de Cefaléia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), "muita gente sofre de enxaqueca e não sabe". De acordo com Jerusa, a doença atinge 35 milhões de brasileiros.

Os médicos descobriram, no entanto, que a tensão dos músculos localizados nas proximidades do local da dor não é causa, mas conseqüência de um processo desencadeado por um desequilíbrio na química cerebral. Os percalços da vida moderna, como poucas horas de sono, servem de gatilho para que a alteração metabólica ocorra e desemboque em dor.


A enxaqueca é de caráter hereditário, embora a causa exata seja incerta. Com a vida moderna, a incidência aumentou. Suas crises podem ser iniciadas por estresse, desequilíbrio emocional, trauma, determinados alimentos (cafeína, chocolate, álcool, queijos), mudanças de temperaturas, auterações hormonais em mulheres e sono incompleto.

Como Previnir ?

A Enxaqueca não tem cura, e interferir no estilo de vida com mudança de hábitos, é uma alternativa muito eficaz para diblar a dor e a conviver com o problema. Só o remédio não resolve e cuidado, existem muitas pessoas que se entopem de analgésicos para aliviar a dor e o organismo acaba se acostumando. Dessa forma, o corpo não responde da forma esperada.

Evitar determinados alimentos (chocolate, queijos, cafeína, álcool), estresse, fazer exercícios regularmente ajuda a conter as crises da enxaqueca.

Tratamento

- Reflexologia Podal;


- Acupuntura;


- Florais de Bach


- Aromaterapia 


- Medicamentos para sair das crises;


- Medicamentos para prevenir as crises.


Reflexologia Podal e a Enxaqueca


A terapia preventiva através da Reflexologia Podal é muito útil para reduzir as crises de enxaqueca. É um método não medicamentoso, eficaz, seguro e sem efeito colateral. O objetivo é associar a Reflexologia com algumas medidas caseiras. Dormir cedo por exemplo, mesmo que não tenha sono, de preferência num quarto escuro. Com isso, o corpo produzirá a melatonina, substância que ajuda a produzir a serotonina, entre outras medidas.

A reflexologia Podal é um método que apresenta uma resposta muita boa no combate do estresse. Ela ajuda na normalização dos líquidos corporais, diminuindo a tensão muscular, descongestionando o fluxo da circulação sanguinea e linfática, aumentando ainda mais o poder curativo do corpo. A mudança de hábito ocorre à medida que o enxaquecoso (Pessoa acometida de enxaqueca), percebe que o seu estilo de vida interfere nas suas crises de enxaqueca.

Até então, aprender um pouco sobre a enxaqueca e , os fatores que predispõe as crises, combatendo de imediato o estresse, é o caminho ideal para o tratamento.

Venha ... faça uma consulta e descubra o benefícios que a Terapia Alternativa pode te proporcionar de forma simples, sem remédios, e com um valor super acessível.

Primeira Sessão - R$ 80,00 

Sessões adicionais a partir de R$ 30,00

Espaço Vivendo sem Dor

Terapeuta Evelin

CRTH BR 4279

(14) 99611.1394


@espacovivendosemdor

terapeuta.evelin@gmail.com