• Você conhece a eletroacupuntura?



 Espaço Vivendo Sem Dor
TEM OS DOIS APARELHOS


Se você já cogitou experimentar os efeitos das agulhas de acupuntura contra dor de cabeça ou fisgadas na coluna (problemas campeões de reclamação nos consultórios desse tipo de atendimento), mas mudou de opinião quando pensou nas espetadas que levaria pelo corpo, já pode reconsiderar a idéia. Não se preocupe mais com isso existe a eletroacupuntura onde não se usa agulhas e sim estímulos elétricos.
É difícil quem busque a ajuda dela como primeira solução, num comportamento, aliás, que os especialistas em medicina oriental não criticam. A eletroacupuntura não tem a intenção de substituir a medicina tradicional, ela é complementar, aliá-la a tratamentos convencionais pode acelerar a cura e até reduzir o consumo de remédios
A eletroacupuntura é um tratamento que usa a acupuntura como base, ramo da medicina tradicional chinesa que consiste na aplicação de estímulos elétricos em pontos definidos do corpo para obter diferentes efeitos terapêuticos. A diferença é que os estímulos potencializam a terapia e transmitem estímulos aos pontos de acupuntura ou Auriculoterapia também.
E nem pense que vamos defender a velha tese de que as agulhas são fininhas e não doem, mesmo que isso seja verdade. Elas realmente têm espessura menor que a de um alfinete e lembram um fio de cabelo. Mas, ainda que as picadas em si não machuquem, a simples constatação de que elas ocorrerão já deixa muita gente em pânico.
Esse é um tratamento que utiliza estímulos elétricos no ponto certo da dor. Essa terapia pode ser a solução para o seu problema. Esses estímulos elétricos podem ser feitos de diversas formas:
- agulhas ligadas a eletrodos que emitem pequenos estímulos elétricos
- imãs que liberam os estímulos
- pela canela de estímulos elétricos
INDICAÇÕES
De acordo com a Associação Médica Brasileira de Acupuntura (Amba), todas as pessoas que sofrem de estresse, ansiedade, depressão, insônia, enxaqueca, mulheres na TPM, dependência química, problemas respiratórios, impotência, alterações menstruais ou hormonais, problemas imunológicos, traumas em geral, problemas reumáticos e aqueles que sofrem de sintomas vagos e que não conseguem um alívio com tratamentos convencionais podem fazer a terapia. Lembrando que, para não dar problema, o tratamento tem que ser feito por profissionais habilitados e qualificados.
Não é indicado para gestantes, cardíacos e protadores de marcapasso. Para fazer o tratamento em crianças, é necessário ter bastante atenção e concentração.
TRATAMENTO
Como qualquer método é manualmente, o estímulo pode ser controlado mais facilmente e de maneira precisa. A técnica se baseia em energias que percorrem o corpo. Segundo a Associação Médica Brasileira de Acupuntura, esses trajetos, - meridianos ou canais de energia -, passam pelos órgãos e vísceras e se exteriorizam na pele e estruturas próximas, como, tecido subcutâneo, músculos, tendões e outras.
A Amba acrescenta que os pontos de eletroacupuntura são locais ricos em terminações nervosas, por isso são regiões mais sensíveis do corpo. A sensação de choque elétrico que alguns pacientes relatam é resultado da ativação de terminações nervosas.
Quando estamos em desequilíbrio energético, que causam os distúrbios internos, os pontos poderão estar mais dolorosos. Mas o incômodo é suportável e as sessões duram de 10 a 20min.
Então, que tal usufruir de todos os benefícios da medicina tradicional chinesa, mas sem toda aquela pinicação? Agende uma consulta e conheça esta maravilha da medicina tradicional chinesa.
VEJA O VIDEO


Espaço Vivendo sem Dor
Terapeuta Evelin S.Lourenço
CRTH BR 4279
(14) 99611.1394 terapeura.evelin@gmail.com www.facebook.com/vivendosemdor
@espacovivendosemdor
Sessões a partir de R$ 30,00