PREFEITURA INSTALA CÂMERAS NA ENTRADA DA CIDADE

  • Câmeras de monitoramento foram instaladas ao lado do Portal da entrada da cidade


No total, são 4 câmeras que estão direcionadas para pontos estratégicos, como para a avenida Prefeito Paulo Novaes e para a ponte próximo a uma galeria de lojas. Outras duas câmeras monitoram a entrada e saída de veículos. Outro ponto da cidade também contará com o sistema.

Segundo apurado pela fonte da reportagem, as câmeras fazem parte do “Detecta”, sistema utilizado pelo Governo do Estado de São Paulo que permite o reconhecimento de placas de veículos, entre outras funções.

As câmeras são instaladas em pontos estratégicos da cidade. 

DETECTA – O Detecta é um sistema de monitoramento inteligente implantado pelo Governo do Estado de São Paulo, composto pelo monitoramento através do uso de câmeras, combinado com o o maior banco de dados de informações policiais da América Latina, integrando ao sistema os bancos de dados das polícias civil e militar, do Registro Digital de Ocorrências (RDO), Instituto de Identificação (IIRGD), Sistema Operacional da Polícia Militar (190), Sistema de Fotos Criminais (Fotocrim), além de dados de veículos e de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do Detran.
O sistema foi aprimorado para ser o mesmo utilizado pela polícia de Nova Iorque. A experiência na cidade norte-americana desenvolveu alertas para 10 mil padrões de crimes. Esses alertas podem ser alterados, modificados para a realidade brasileira e podem ser adicionados novos alertas.
Com a nova fase, o Detecta emitirá alarmes automáticos para ajudar no trabalho policial. Isso permite que PMs e policiais civis recebam informações de inteligência sem que seja necessário operar o sistema a todo momento.
Por exemplo, um suspeito foge em um carro vermelho em que só se sabe parte do número da placa. Com apenas isso, o sistema pode ser configurado para localizar todos os veículos com aquele número parcial, da mesma cor, e apresentar essas localizações em um mapa.
Além disso, a viatura mais próxima será alertada dessa ocorrência. Essas localizações podem ser feitas por sensores de leitura de placas ou por câmeras que também têm essa capacidade.
Isso também pode ser feito para o caso de um procurado pela polícia. Toda vez em que as características desse procurado forem inseridas em algum dos sistemas das polícias, um alerta será acionado e apresentará o histórico desse procurado.
As investigações ganham agilidade no acesso e no cruzamento de informações. Será possível, por exemplo, fazer buscas de um determinado nome e localizar em um mapa todas as ocorrências relacionadas a ele, seja na Polícia Militar, na Civil ou no Detran.
Outra possibilidade é que seja emitido um alerta sempre que for registrado um crime com as mesmas características de outro que já está sendo investigado, mesmo que seja em regiões ou cidades diferentes.
Um veículo que tenha passado nas proximidades de dois ou mais roubos com dias ou semanas de diferença pode passar a ser acompanhado pelo sistema. Isso pode acontecer mesmo que as vítimas não tenham reparado no veículo, mas os leitores de placa o tenham identificado no local.

EDUCAÇÃO – Em janeiro, a Prefeitura divulgou que Secretaria Municipal da Educação está implantando um sistema de monitoramento das unidades escolares de Avaré, incluindo escolas municipais, centros de educação infantil e setores como a Central de Alimentação (Cozinha Piloto) e o Almoxarifado da Educação.

Serão instaladas aproximadamente 700 câmeras em 44 pontos, permitindo a interação em tempo real. Além da captura de imagens, o projeto conta com cerca de 90 sistemas de voz.

Em caso de invasões, o mecanismo emite alertas sonoros com frases que indicam que o local público está sendo violado. Refletores também são acionados nesses casos, dificultando a ação e facilitando a identificação do autor do delito.

DA VOZ DO VALE

Postar um comentário

0 Comentários