sábado, 30 de maio de 2020

ARTIGO ESPECIAL - Por que a EXPLOSÃO DO VÍRUS SERÁ a partir de agora!

  • Especialistas apontam: Bauru (análise serve para outras cidades) inicia explosão de contágio em 1 semana

Até aqui, o controle de casos em Bauru foi garantido uma parte pelo isolamento parcial e o baixo nível de presença do vírus nas comunidades

Mas nesta fase, a presença do vírus começa a se acentuar em bairros e há o início natural do aumento do contágio


Confesso ter ficado na dúvida se devia iniciar este texto pelo fim. Escrevo essa reportagem com o ÚNICO objetivo de alertar que a EXPLOSÃO DE CASOS da Covid, com aumento proporcional da necessidade de entubar pacientes graves, vai ter início em Bauru nesta fase. Na visão de especialistas consultados isso começa a se propagar com efeito em massa a partir de uma semana ou, no máximo, 10 dias.
Convido você a ler esta reportagem com o propósito de compreender porque a tal “explosão do vírus” acontece agora. Portanto, desde já pontuo que não discutimos aqui a flexibilização gradual em curso (o fiz em artigo específico). Também já abordamos (em outras reportagens) a compreensível demanda por emprego e renda (e em massa).
Contudo, do ponto de vista da informação pública, a população tem o direito de saber que o maior estágio do contágio da doença se dará nesta fase. A informação é apontada pelos técnicos da área de Saúde que compõem o Comitê Covid em Bauru, seja da Vigilância Sanitária, Epidemiológica, seja do próprio comando da Secretaria Municipal de Saúde de Bauru.
Em live realizada na sexta-feira (29/05), foram apresentados os primeiros dados desta constatação.
Assim, a despeito de qualquer viés ou distorção que alguém possa dar, esta reportagem informa que a fase de EXPLOSÃO DA COVID na população de Bauru vai se dar a partir deste mês de junho!
A matemática, a ciência, os estudos epidemiológicos, os especialistas, todos os indicadores e profissionais sérios apontam nessa direção!
Portanto, se você tem mais de 60 anos ou comorbidade (É CARDÍACO, ASMÁTICO, TEM DIABETES, PRESSÃO ALTA, CÂNCER… etc) não saia às ruas! E se você é familiar ou amigo, não tenha contato com pessoas desse grupo. A FORMA DE PROTEGÊ-LAS é mantê-las confinadas por completo, com todos os cuidados.

DADOS

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, os resultados já colhidos em Bauru dos inquéritos sorológicos tanto da Universidade de Pelotas (Ibope) quanto da Unesp mostram que o contágio da Covid na população está muito baixo.
Apenas um caso positivo, entre mais de 700 testes já realizados (e estratificados — por faixa etária, sexo, região)! “Isso significa que o vírus até o início da semana passada ainda circula muito pouco nos bairros de Bauru, onde está a maior quantidade de pessoas e os que mais nos preocupam nesse momento. Porque estes dependem mais do sistema público de internação hospitalar”, conta o secretário de Saúde, Sérgio Antonio.
A conclusão dos especialistas é epidemiológica, matemática. “A experiência de estudos em vários países mostra que a partir do 55 dia de registros há acentuação abrupta de casos. Isso é natural. O vírus demora mais pra entrar no Interior e nas pequenas cidades. Mas em seu ciclo uma hora ele chega. Então esta fase é agora. Por isso eu apontei em audiência pública que o quadro que vamos enfrentar é muito sombrio”, explica o secretário ao ser perguntado sobre sua afirmação em audiência pública na quinta-feira.
Os técnicos explicam que, a título apenas de exemplo, que Bauru vai enfrentar o que houve em outros países, como Alemanha, onde se identifica a ocorrência da relação natural entre o avanço do contágio e o proporcional aumento de casos graves para internação. A análise aplicada em cima dos casos que já passaram por esta fase, explica o secretário, aponta para o aumento rápido do contágio a partir do 55. dia do primeiro registro da Covid.
É nesta fase que Bauru está! Assim, o que a Secretaria Municipal de Saúde fez na apresentação da sexta (29/05), foi apenas informar essa situação:
  • o contágio do vírus na população sai ATÉ AQUI de indicadores muito baixos para começar a acometer, agora, bairros da periferia (onde está a maior concentração da população em número e — igualmente — os que mais vão precisar do sistema público de saúde).
o “epicentro” do vírus Covid saiu nesta semana do Centro e Altos da Cidade em direção ao Jd. América/Europa em Bauru, e já se apresenta com maior presença no Geisel e entra na Falcão e Independência neste momento.
  • Se indicadores piorarem, em uma semana vamos ter de fechar de novo”, afirmou o prefeito Gazzetta durante a live. Ou seja, o prefeito sabe, de antemão, que a pior fase de combate à pandemia (em volume de casos e reação popular) será agora! E por isso fez o alerta.
  • Dia ou menos dia, o vírus chega a ambientes ainda não atingidos. Ele não vai sumir. A “velocidade” com que ele vai atingir, mais ou menos pessoas, é que vai definir se HAVERÁ vagas de UTI PARA INTERNAR todos os que precisarem, ao mesmo tempo. POR ISSO (em especial) minha insistência em cobrar o governo do Estado para ampliar o número de leitos UTI!
  • Mas Gazzetta também disse nesta sexta (preste atenção no conteúdo): “Se a população não cumprir a regra do jogo, em 7 dias tem de fechar tudo de novo”. Estamos avisados!
  • E só há um jeito da frase do prefeito não se confirmar: todos seguirmos à risca as regras de higiene e não aglomeração. Se isso for seguido com responsabilidade, mesmo com abertura gradual de lojas, a velocidade do contágio será freada (em algum nível), embora menor do que sob a condição de isolamento.
  • “Estou muito preocupado e olhando os casos todo dia, porque a fase que vem é monstruosa”, disse o secretário de Saúde, Sérgio Antonio, em audiência pública do Legislativo na quinta-feira. O secretário confirma que agora começará a fase de EXPLOSÃO DO CONTÁGIO.
  • “O aumento oficial dos casos passou de 7 a cada 24 horas para 18 a cada dia. Esse aumento é exponencial e nossa taxa de letalidade mesmo antes de atingir o contágio elevado é de 5,28%, dado muito preocupante”, avaliou o comando da Secretaria de Saúde (live desta sexta 29/05).
  • Não há como fugir de uma realidade matemática epidemiológica: à medida do aumento do contágio, a contaminação é exponencial. Pra você entender, a transmissão não é na escala de 1 pra 1.
  • É assim: 1 vira 2, dois viram 4, quatro geram 8,16 viram 32… 64…128… viram 156 e este gera 312 e dai vai a 624 e… 1248…
  • Veja: estamos em menos de 300 casos (oficiais) desse aumento exponencial, para uma população de quase 390 mil pessoas. Mas TODOS os especialistas apontam a ocorrência de subnotificação. Ou seja, o contágio real é bem maior (embora ainda reduzido geograficamente em Bauru até o final deste mês de maio, conforme o inquérito sorológico)
  • 81% da população nada sentirá. 19% terá de enfrentar a doença. Não há vacina, nem remédio comprovado e a “imunidade de rebanho” não está em nenhum estudo para a Covid!
  • Os dados de Bauru estão sendo analisados pelo doutor em infectologia, especialista que atua exclusivamente em Covid, Carlos Magno Fortaleza, da Unesp Botucatu. Falamos com ele.
  • Assim: tire sua conclusão, mas são essas as informações para você saber que a fase de explosão do contágio será agora! Cuide-se!