Ministério da Saúde lança plano de vacinação contra a covid-19

O Ministério da Saúde lançará o plano nacional de imunização contra a covid-19 na manhã desta quarta-feira, 16. Em coletiva de imprensa, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, devem dar detalhes sobre o programa de vacinação. Uma primeira versão do plano foi divulgada na sexta-feira, 11, sem informações como a data de início da vacinação e sobre quem serão os primeiros na fila entre os grupos prioritários.



Nesta terça-feira, 15, o governo entregou um documento ao Supremo Tribunal Federal em que diz que a distribuição dos imunizantes ocorrerá em até 5 dias após o sinal verde da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A pasta da Saúde estima que deve levar 16 meses para imunizar toda a população brasileira.

No plano apresentado à Corte, estão no grupo prioritário idosos de 75 anos ou mais, profissionais de saúde, idosos de 60 ou mais em residência de longa permanência e indígenas. Nas etapas seguintes estão pessoas de 60 a 74 anos, pessoas com comorbidades, professores e trabalhadores de segurança.

No documento assinado pelo ministro Pazuello, o governo ressalta que nenhuma empresa solicitou registro ou autorização para uso emergencial no País até o momento.

O governo prevê 100,4 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca até julho de 2020 e outras 30 milhões de doses por mês no segundo semestre. Por meio do consórcio Covax, o Brasil deve receber 42,5 milhões de doses - ainda sem previsão de chegada ao País. Em fase de negociação, um acordo com a Pfizer pode garantir outras 70 milhões de doses em 2021.

do Estadão