Honda suspende a produção de motos no Brasil

JORNAL DO GUMA "AUTO FALANTE ESPECIAL"

A Honda anunciou que irá suspender temporariamente a produção de motos na fábrica de Manaus (AM). Segundo o comunicado da marca, o agravamento da pandemia de covid-19 no estado amazonense e a indisponibilidade de insumos para a produção foram os principais motivos da decisão. A paralização começou na última segunda-feira (25) e está previsto para durar até 3 de fevereiro.


  ILUSTRATIVA


Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Honda suspende a produção de motos

Entretanto, a fabricante japonesa só irá retomar a produção se as condições necessárias forem atendidas. Até lá, os funcionários vão ficar em férias coletivas, sendo que apenas um grupo reduzido permanecerá trabalhando para realizar atividades essenciais.

Abaixo, confira na íntegra o comunicado da empresa.

Em virtude dos impactos da covid-19 nas cadeias de suprimento, que geram indisponibilidade de insumos para a produção, e o agravamento da pandemia no estado do Amazonas, a Moto Honda da Amazônia informa a parada temporária de sua linha de produção de 25 de janeiro a 3 de fevereiro. A retomada está prevista para 4 de fevereiro, desde que as condições necessárias sejam atendidas.

LEIA MAIS: Carros do BBB e cia.: relembre modelos que fizeram sucesso nos realities

Veículos autônomos: Trump perdoa ladrão

Durante esse período, os colaboradores das áreas administrativas e produtivas entram em férias coletivas, permanecendo um contingente mínimo de pessoas para a realização de atividades essenciais.

A Honda tem contribuído em diversas ações no combate à pandemia. Recentemente, em caráter emergencial, a empresa doou 454 cilindros de oxigênio para o Estado do Amazonas e seguirá empenhada na recarga e reabastecimento dos mesmos. A rede de concessionárias de todo o país uniu-se a essa mobilização para ampliar o volume disponibilizado ao sistema de saúde local. Além disso, a Honda realizou a doação de 20 mil máscaras do tipo faceshield.

A Honda reforça que está adotando todas as medidas possíveis para preservar a saúde e segurança das pessoas e minimizar os impactos da pandemia em sua cadeia de valor, bem como inconvenientes ao consumidor, que pode ser afetado pela indisponibilidade de produtos.