Faturamento da CAPAL cresce 39,5% e chega a R$ 2,06 bilhões

JORNAL DO GUMA "INSTITUCIONAL"
  •  Cooperativa com sede em Arapoti (PR) bate mais um recorde de faturamento; com crescimento também no resultado líquido, no quadro de associados e de colaboradores


A CAPAL, cooperativa com sede em Arapoti (PR) e atuação em 85 municípios do Paraná e São Paulo, acaba de consolidar os resultados referentes a 2020, os maiores em seus 60 anos de existência. Em 2020, em comparação com o ano anterior, a cooperativa teve aumento de 39,48% do faturamento bruto, de R$ 1,474 bilhão para R$ 2,056 bilhões. Este é o terceiro ano consecutivo em que a CAPAL apresenta crescimento no faturamento bruto. O resultado líquido mais do que dobrou: de R$ 55,473 milhões (2019) para R$ 113,914 milhões (alta de 105,35%). O balanço será aprovado pelos associados na Assembleia Geral Ordinária (AGO), no dia 03/03/2021, na Associação dos Funcionários da CAPAL (Asfuca), em Arapoti (PR).

No período, o quadro de cooperados teve incremento 4,18%, passando de 3.130 para 3.261 produtores rurais, assim como a operação da cooperativa que passou a contar com 815 funcionários e estagiários, 68 a mais (9,1%) do que os 747 atuantes em 2019.

“Apesar do momento que estamos atravessando, que é muito triste em função da pandemia, a produção de alimentos, atividade essencial para garantir a alimentação da população, alcançou índices históricos em termos de resultado, e que dificilmente serão repetidos”, diz o Presidente do Conselho de Administração, Erik Bosch.   

Outro número que chama a atenção no fechamento do ano da CAPAL é o de sementes comercializadas, são mais de 136 mil toneladas, representando um incremento de 65% frente ao volume negociado em 2019. Isso devido ao recente investimento na aquisição e uma Unidade de Beneficiamento de Sementes em Wenceslau Braz (PR). O Negócio Sementes deve crescer ainda em 2021, inclusive a Unidade já está recebendo investimentos para ampliação da sua capacidade de armazenagem. 

Produção

Além da produção de grãos, leite e de suínos, os cooperados da CAPAL atuam na área de sementes e de café. São 21 unidades de negócios nos dois estados. A sua agroindústria opera com as linhas de ração (para suínos, bovinos e aves), suplementos (gado de corte e leiteiro) e ração para cães (à base de carne e vegetais). Ao lado das cooperativas paranaenses Frísia e Castrolanda, a CAPAL integra o sistema de intercooperação sob o selo Unium, e industrializa produtos lácteos (marcas Colônia Holandesa, Colaso e Naturalle), de trigo (Herança Holandesa e Precisa) e carne suína (Alegra), com unidades em Ponta Grossa (PR), Castro (PR) e Itapetininga (SP).

Fundada com o nome Cooperativa Agropecuária Arapoti Ltda., em 19 de setembro de 1960, hoje Capal Cooperativa Agroindustrial, iniciou suas atividades com 21 produtores rurais holandeses. Atualmente, seus mais de 3 mil cooperados estão entre os melhores criadores e expositores de bovinos da raça Holandesa do Brasil, com alta qualidade genética e excelência no manejo (conquistando inclusive prêmios das associações brasileira e paranaense de criadores da raça Holandesa - ABCBRH e APCBRH).

Sobre a Capal Cooperativa Agroindustrial
Fundada em 1960, a CAPAL conta atualmente com mais de 3,2 mil associados, distribuídos em 14 unidades de negócios, nos estados do Paraná e São Paulo. A cadeia agrícola responde por cerca de 65% das operações da cooperativa, produzindo mais de 734 mil toneladas de grãos por ano, com destaque para soja, trigo, milho e café. A área agrícola assistida ultrapassa os 153 mil hectares. O volume de leite negociado mensalmente é de 12 milhões de litros, proveniente de 320 produtores. Além disso, a cooperativa comercializa mais de 31 mil toneladas de suínos vivos.


Assessoria de imprensa
Capal Cooperativa Agroindustrial
Luis Fernando Duarte

luisfernando@pg1com.com
(41) ​​3018 3377
(41) 9 9685 5997
www.pg1com.com