S A M U por Zezinho Barreto




ILUSTRATIVA

ESPAÇO DE OPINIÃO

Tenho lido algumas reportagens sobre a saída de Avaré do SAMU Regional, se desligando do Consórcio Amvapa. Sei da importância do mesmo para a população de Avaré e dos demais consorciados.  Tomei conhecimento que haverá audiência pública na Câmara de Avaré, na qual participarão os prefeitos e demais agentes públicos do Samu.  Será uma ótima oportunidade para que, num clima de cordialidade e respeito, possam chegar a um consenso favorável a todos os envolvidos.  Quero apresentar a todos que terão protagonismo neste encontro, uma lenda, ou fato, que diz o seguinte:   

“Jacó já velho e adoentado chamou seus 12 filhos e pediu a cada um que lhe trouxesse uma vara e foi quebrando cada uma delas, em seguida pediu que cada um voltasse e lhe trouxesse novamente 12 varas. Juntando todas elas em um feixe e o entregou a José, seu caçula, e pediu que o mesmo a quebrasse, mas ele não conseguiu, e assim este feixe de varas foi passando de mão-em-mão, até que chegasse ao seu primogênito, o qual também, como os demais, não o conseguiu.  Então ele disse que as 12 primeiras varas eram seus filhos individualmente, os quais seriam facilmente quebrados, mas que se unidos em um feixe jamais seriam quebrados.” 


Fiz este preâmbulo para pedir que cada um de vocês pensem em seus munícipes, sabendo que todos formam um feixe, e unidos terão forças para pleitearem benefícios para todos, pois a política se alimenta de votos, e os votos do Consórcio terão um peso maior em todas as reivindicações, além  do SAMU.  Jamais se esqueçam de todos que foram atendidos e de todos que, de uma forma ou de outra, fizeram e fazem parte dos atendimentos.  Só na base de Avaré são mais 49 funcionários locados no mesmo.  Imaginem o número de funcionários inseridos neste contexto que poderão ser prejudicados se tal absurdo se concretizar.  No Samu existem oito bases.  Pensem no número de pessoas que poderão ser desestabilizadas ao perderem seus empregos, ainda mais neste tempo de pandemia e desemprego. 

Por falar em política, lembrem-se que em 2022 haverá eleições, e o que for resolvido nesta audiência estará presente nesta e nas próximas eleições. 

 

Zezinho Barreto