O retrocesso digital causado pelo excesso de informação irrelevante


Especialista em marketing digital, comenta sobre as alterações e adaptações que o marketing sofreu em meio a era dos digitais influencers

Os influenciadores digitais alteraram a forma de se fazer marketing nesta década. Atualmente, o marketing de influência é um dos pilares de propaganda da maior parte das empresas. Além disso, o estilo de vida conquistado por esses profissionais enche os olhos daqueles que os seguem em todo o mundo. Porém, por ser uma profissão nova, muitas dúvidas ainda rondam sua maneira de funcionamento e a importância deste tipo de trabalho para a área.

Para a BBA e especialista em marketing digital, Jennifer de Paula, os influenciadores não estão com os dias contados, mas terão que passar por diversas adaptações para manter a sua relevância em meio às empresas. “Torná-los embaixadores, por exemplo, é uma estratégia de marketing antiga e os influenciadores a trouxeram de volta”, exemplifica.

Para ela, há uma certa discrepância entre o que é pregado pelos digitais influencers e o que realmente é vivido nos bastidores do setor. “ O ‘menos é mais’, tão propagado por eles, não é nem um pouco utilizado. Há muita informação, muito merchan, muito fake, muita omissão de fatos e tudo isso acaba fazendo com que tenhamos que dar passos para trás em termos de marketing”, opina.

Um exemplo claro disso é o que aconteceu após a popularização dos podcasts. “Há tantas informações para serem disseminadas, que ouví-las enquanto realizamos outras atividades se tornou uma necessidade”, pontua a especialista. De acordo com ela, é nesse contexto que a figura do influenciador pode se mostrar potente. “Essa chuva de novidades está trazendo uma tempestade de ‘novas profissões’ e ‘supostos profissionais’, fazendo com que padrões antigos voltem de uma forma modernizada”, afirma.

Em resumo, o marketing de influência revolucionou o marketing de maneira geral, porém, os excessos possibilitados pelo sucesso do setor, estão minando os profissionais da área e, por isso, é necessário que haja inovações constantes para manter a veracidade e a essência do que faz as vendas acontecerem. “Um diploma nunca valeu tanto na era dos coachs e influencers”, brinca a especialista.

Sobre Jennifer de Paula

Jennifer de Paula é diretora de marketing e gestão da MF Press Global, uma agência de comunicação internacional. Responsável por gestão de mídias sociais, carreira, posicionamento de marca, comunicação integrada e construção de autoridade no mercado de profissionais que somam milhões de seguidores nas redes sociais. A especialista é referência no que diz respeito às principais atualizações do mundo digital.

Créditos de: Divulgação / MF Press Global