Taquaritubense é condecorado com Ordem de Rio Branco no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

JORNAL DO GUMA
Sudoeste do Estado/Rede Social

O Taquaritubense Arnon Gastaldello Melo, filho do ex-prefeito de Taquarituba Dr. Arnon Firmo de  Melo, foi condecorado, na cerimônia de Imposição de Insígnias da Ordem de Rio de Branco, no Palácio do Itamaraty em Brasília, DF, no ultimo dia 8, com a presença do Presidente Jair Bolsonaro e vários ministros.
Arnon comentou em rede social (abaixo) a importância da condecoração que originou também uma moção de aplauso da Camara Municipal de Taquarituba.

Rede Social

8 de Dezembro, 2021
Minha querida Família, Meus queridos Amigos,
É com humildade e muito honrado que anuncio que hoje, dia 8 de dezembro, fui agraciado com a insígnia da Ordem de Rio Branco no Palácio do Itamaraty, em Brasília.
No dia 26 de novembro de 2021, para minha surpresa, recebi um email do Itamaraty em Brasília anunciando que havia sido aprovado para receber essa alta honraria em reconhecimento à dedicação e aos serviços prestados à comunidadade brasileira em Ontário e no Canadá.
Mais tarde, vim a saber que havia sido indicado ao Itamaraty pela Embaixadora Wanja Campos da Nóbrega, Cônsul-Geral do Brasil em Toronto. A motivação para tal indicação foi o trabalho desenvolvido como voluntário junto ao CONCID – Conselho Brasileiro de Cidadania de Ontário, para o qual fui eleito por quatro anos.
Recebo essa insígnia com gratidão e humildade e com o dever de agradecer a tantas pessoas que me apoiaram nessa jornada.
Em primeiro lugar, eu quero agradecer à Embaixadora Wanja Campos da Nóbrega, Cônsul-Geral do Brasil em Toronto, por indicar-me e sempre acreditar no trabalho que o CONCID vem realizando em Ontario.
Agradeço igualmente a Gabriela Drummond Afonso Perfeito, Vice-Cônsul, com quem aprendi tanto sobre diplomacia e todos os processos no Consulado, que lhe serei grato eternamente.
Agradeço também ao Consul-Geral Adjunto Leonardo Mourão Coelho de Souza pelo seu constante apoio e a todos do Consulado-Geral do Brasil em Toronto, que sempre ofereceu seu apoio a todos os esforços do CONCID na realização dos eventos, outrora presenciais.
Meu muito obrigado especial também à Embaixadora Ana Lélia Beltrame, Cônsul-Geral do Brasil em Toronto durante a gestão 2019-2021 do CONCID e que sempre deu suporte a mim e a todo nosso time do CONCID Ontário.
Contudo, essa insignía não é apenas para mim. É um reconhecimento a todos membros voluntários do CONCID Ontario – Conselho Brasileiro de Cidadania de Ontário (www.concidontario.org) da gestão 2019-2021: Ivonete de Sousa, Lúcia Scalco, Karina Almeida, Dolores Gontijo, Carlos Coimbra, Elias Santos, Leila Farah, Miriam Bensabath e Camila Valente, sem os quais toda a ajuda prestada à comunidade brasileira não teria sido possível, e portanto, eu não estaria aqui para representar nossa comunidade. Também quero reconhecer e agradecer a membros anteriores que tanto fizeram pelo CONCID Ontario, como Cristina Tozzi, gestão 2017-2019.
E naturalmente, o trabalho do CONCID continua com os membros voluntários atuais, gestão 2021-2023: Ana Paula Silva, Cínthia Alcântara, Corine Standerski, Cristiani Dias, Daniela Miskulin, Elisa Cardoso, Lilian Zirk, Maria Carolina Hack, Nathália Batista e Rafael Torres.
Da mesma forma, meu agradecimento muito especial a todos os voluntários que sempre ajudaram o CONCID em cada evento que realizamos. Eu posso afirmar com certeza que o CONCID não existiria sem a generosidade de nossos voluntários e doadores. Na nossa gestão (2019-2021) de dois anos, fizemos mais de 80 eventos com especialistas no assunto que enriqueceram a comunidade em Ontário e no Canadá com suas expertises.
Sem sombra de dúvida, o nosso maior evento e mais significativo foi naturalmente a repatriação de mais de 550 brasileiros em junho de 2020, que ficaram impossibilitados de retornar ao Brasil durante o início do surto do vírus COVID-19. Por causa da falta de voos para o Brasil, muitas famílias brasileiras ficaram retidas no Canadá e numa situação de necessidade extrema, por não terem mais recursos, comida nem abrigo para permanacerem no país.
Trabalhamos como um time, não apenas com a Embaixada do Brasil em Ottawa e o Consulado-Geral do Brasil em Toronto, mas também com todos os CONCIDs do Canadá, que se juntaram para dividir informações e ajudar as pessoas com comida, abrigo e informações sobre como poderiam retornar ao Brasil. Essa foi uma mobilização conjunta da comunidade para ajudar nossos concidadãos em apuros.
Para sempre serei grato a todas as pessoas e empresas que doaram alimentos, abrigo e dinheiro, de forma que pudéssemos preparar lanches para todos os passageiros, já que não haveria serviço de bordo durante o voo, em função das restrições causadas pelo COVID-19. Jamais esquecerei todos os voluntários que levaram em seus próprios carros as pessoas ao aeroporto às 3 horas da manhã, pois não tinham como pagar pelo traslado para o aeroporto. Foram 3 voos que partiram lotados do Canadá para o Brasil, com todos os que permaneceram retidos pelo lockdown da pandemia.
Essa condecoração representa o reconhecimento da unidade da comunidade brasileira no Canadá. Fico profundamente emocionado de ver como congregamos esfoços de todas as partes para atingir esse feito de generosidade e amor ao próximo.
Cada um de vocês fez tanto e aprendemos uns com os outros. Sou grato por ter conhecido cada um de vocês. Com essa experiência aprendi que como comunidade podemos realizar qualquer coisa. Onde há uma vontade, há um caminho.
Eu compartilho essa condecoração com toda a comunidade brasileira de Ontário e do Canadá. Essa insígnia é um marco da nossa unidade e dedicação uns aos outros. Unidos somos um.
Gostaria de inspirar nossa comunidade a continuar trabalhando unida e de ser sempre inclusiva e diversa. Nós somos brasileiros e também canadenses. Canadá é nosso país também.
E por último e não menos importante, quero agradecer a Peter Hawkins, meu parceiro, que sempre esteve ao meu lado, me apoiando desde que cheguei ao Canadá. Peter me ensinou quão generosos e gentis são os Canadenses e o quanto um pequeno gesto pode alterar a vida de tantas pessoas. Ele nunca me deixará esquecer de que a gentileza torna o mundo melhor.
O meu muito obrigado.
Arnon Melo / voluntário / CONCID Ontário
Sobre a Ordem do Rio Branco:
“A Ordem de Rio Branco foi instituída pelo Decreto nº 51.697, de 5 de fevereiro de 1963, com o objetivo de, ao distinguir serviços meritórios e virtudes cívicas, estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa menção.
A Ordem de Rio Branco, assim intitulada em homenagem ao Patrono da diplomacia brasileira – o Barão do Rio Branco.
"A insígnia da Ordem é uma cruz de quatro braços e oito pontas esmaltadas de branco, tendo no centro a esfera armilar, em prata dourada, inscrita, num círculo de esmalte azul, a legenda "Ubique Patriae Memor". A expressão em latim "Ubique Patriae Memor" foi extraída do ex-libris do Barão do Rio Branco e se traduz como "Em qualquer lugar, terei sempre a Pátria em minha lembrança". Os anos que aparecem no reverso da insígnia são os de nascimento e morte do Barão (1845-1912).