PÁGINA DE DOMINGO "Você sabe o que a numeração dos sapatos significa?"

Jornal do Guma

da Capricho

35, 36, 37, 38... De onde vieram esses números? E por que eles mudam conforme o país?


© Zattini

Bom, essa história é antiga e começa por volta do século 17, na Inglaterra. Após algumas variações na medida, os ingleses adotaram o tamanho de um terço de polegada (0,846 cm), o equivalente a um grão de cevada. Durante a Revolução Industrial, as nações europeias decidiram padronizar o tamanho do grão e o transformaram em uma unidade chamada ponto. Portanto, hoje, no Reino Unido e em alguns territórios que foram colônias britânicas, como os Estados Unidos, utiliza-se o ponto inglês.

Como a variação de um número para outro é relativamente grande (de quase 1 cm), criou-se o meio ponto (0,423 cm). Por isso, existem sapatos 7,5, 8,5 e assim por diante! ;)

O valor desse ponto varia de acordo com o país. No Brasil, assim como na França, adotamos o ponto francês. Ele surgiu em Paris no século 19 e equivale a dois terços de um centímetro (0,66 cm). No entanto, a nossa contagem é um pouco diferente, pois começamos a contar a partir do -2. Calma, a gente te explica! Se você usa 35 no Brasil, seu número francês será 37. Entendeu?

Essa divergência na escolha de marcos para o início da contagem está relacionada à diferença na largura média dos pés dos cidadãos de cada país.

O que não é tão fácil assim é a conversão do número do Brasil para o padrão utilizado na Inglaterra. Isso porque até o 13,5 o tamanho é infantil para os ingleses. Assim, se você calça 36 no Brasil, isso equivale ao número 18,5 no Reino Unido, mas você precisa pedir um sapato 5, já que a contagem recomeça no 13,5. Ufa!

Enquanto isso, no Japão, a medida é bem mais fácil: um ponto para cada centímetro do pé! Ou seja, se o seu pé tiver 20 centímetros, o número do seu sapato será 20. Simples, né?!

E aí, você sabia dessas curiosidades a respeito da numeração dos calçados?