OUÇA A RÁDIO GUMA CLIQUE ACIMA

Jeep Compass 4xe 2023: preço, equipamentos e como anda o novo SUV híbrido

JORNAL DO GUMA
Da Motor1.com

© Motor1.com Copyright Jeep Compass 4xe

Versão híbrida plug-in chega como opção topo de linha do SUV. Promessa é que o modelo tenha consumo de 25,4 km/litro

A eletrificação da Jeep finalmente desembarcou no Brasil. E o primeiro modelo a puxar a fila nessa nova fase da marca por aqui é o novo Jeep Compass 4xe, inédita versão do SUV médio que chega equipada com motor 1.3 turbo híbrido plug-in. A nova configuração estreia como opção topo de linha do SUV médio que, diferentemente das outras versões que são produzidas em Goiana (PE), vem importada de Melfi (Itália) por R$ 349.990.

Com isso o novo Compass 4xe se junta ao seleto time de SUVs híbridos à venda no Brasil ao lado dos modelos Toyota Corolla Cross e RAV4 Hybrid, com a vantagem que o utilitário da Jeep é um híbrido do tipo plug-in, ou seja, tem um conjunto de bateria maior, entregando mais autonomia no modo elétrico e sendo recarregado por uma tomada. Há ainda outras opções híbridas no mercado nacional, à exemplo dos modelos da Lexus e Volvo, porém esses utilitários acabam se encaixando em uma proposta mais premium e consequentemente têm um preço mais elevado. 

Como é o Compass híbrido

Basta uma olhada rápida no novo Compass 4xe para notar que o modelo traz praticamente o mesmo visual da versão Série S, vendida aqui no Brasil somente com motor 1.3 turboflex T270. Isso quer dizer que ele conta com as molduras dos para-lamas pintadas na cor da carroceria, assim como a porção inferior dos para-choques. A maior diferença mesmo fica para os logotipos pretos da Jeep com contorno em azul no capô e na tampa do porta-malas, idem para os badges Compass nas portas e o nome da versão 4xe lá atrás com a letra “e” em azul – destacando a proposta híbrida do SUV.

© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe_ambientadas (18)

As colunas “A”, o teto e os frisos acima das janelas que terminam no vidro traseiro também são pretos, mesmo tom escolhido também para as rodas de liga-leve de 19 polegadas que calçam pneus 235/45. A Jeep destaca ainda as quatro cores exclusivas para a carroceria: Azul Shade (que ilustra as imagens), Prata Glacier, Branco Alpine e Preto. Por dentro, o novo Compass 4xe traz o mesmo visual das outras versões, se diferenciando pelo multimídia com informações do motor híbrido, que falarei mais adiante.

E por falar do motor híbrido, ele é formado pelo conhecido 1.3 turbo T270 que aqui bebe somente gasolina e assim entrega 180 cv e 27,5 kgfm de torque, que traciona sempre o eixo dianteiro. O 1.3 turbo traz ainda um motor gerador auxiliar que é responsável por gerar energia aos sistemas elétricos do SUV. Já o propulsor elétrico gera seus 60 cv e 25,49 kgfm de torque, enviando essa força sempre para as rodas traseiras. Quando o sistema híbrido atua junto, a potência combinada segundo a Jeep é de 240 cv – opção mais potente escolhida pela Jeep para o mercado nacional, já que na Europa existe também uma variante com 190 cv.

© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe_Estúdio (1)

O motor elétrico é alimentado por uma bateria de 11,4 KW, que segundo a Jeep proporciona até 44 quilômetros de autonomia em modo 100% elétrico, enquanto que a autonomia do sistema híbrido é de louváveis 927 km. Os números de consumo ficam em 25,4 km/litro na cidade (situação em que o motor elétrico é mais usado) e 24,2 km/litro na estrada. Boa notícia é que o porta-malas manteve a capacidade de 420 litros (as baterias vão no piso do carro), enquanto que a capacidade de reboque é de até 600kg.

Para a recarga na bateria, o tempo varia dependo da fonte de alimentação na hora de “plugar” o carro na tomada e o nível da tensão. Usando o carregador portátil em uma tomada tradicional de 3 pinos (110V ou 220V), a bateria pode ser totalmente recarregada do zero num tempo que varia de 4h a 20 horas. Já a recarga no Wallbox de 7,4 kW varia de 100 minutos até 9 horas no modo mais lento. Vale lembrar que dá para ajustar em 5 níveis a tensão de carregamento da bateria, sendo “1” o mais baixo e “5” o mais alto. Vale lembrar que a Jeep dará aos 40 primeiros clientes um carregador Wallbox (1 por ponto de venda). 

© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe (11)© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe_Estúdio (9)© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe_Estúdio (44)

Baseado na versão S vendida na Europa, a nova versão 4xe do Compass traz o mesmo pacote de equipamentos, mas tem algumas exclusividades como o sistema de câmera com visão 360º, sistema de som Alpine de 506W de potência com oito alto-falantes e subwoofer, bem como novos recursos sistema Adventure Intelligence no multimídia com tela de 10,1”. Nele, é possível ver o fluxo de energia do motor a combustão e elétrico por meio de um gráfico, ter informações da carga da bateria, preferências de recarga, histórico de direção e até localizar pontos de recarga e traçar uma rota até elas.

Bacana ainda é que, se o carro tiver plugado na tomada, por exemplo, você pode iniciar a recarga automaticamente ao toque de um botão por meio do celular, multimídia ou até Smartwatch. É possível até programar a recarga, escolhendo a data e o horário de início e término da recarga, dia da semana e a recorrência. Essa programação também vale para ligar o ar-condicionado e climatizar a cabine do veículo antes de sair para o trabalho, por exemplo, fazendo isso remotamente pelo app Uconnect do celular. No entanto, a temperatura que vale é a última configurada no Compass.

Principais equipamentos

Compass 4xe Série S (R$ 349.990): traz câmera com visão 360º, sistema de som Alpine com 8 alto-falantes+subwoofer, Adventure Intelligence com recursos exclusivos (sistema híbrido), assistente pessoal Alexa, piloto automático adaptativo com frenagem automática, reconhecimento de placas de trânsito, detector de fadiga, assistente de estacionamento, monitor de manutenção em faixa e ponto cego, além de farol-alto automático. Soma ainda painel de instrumentos com tela digital de 10,25”, carregador de celular wireless, partida remota e central multimídia com tela de 10,” com GPS nativo e suporte a Android Auto e Apple CarPlay sem o uso de cabos.

© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe_Estúdio (48)© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe_Estúdio (26)

O SUV traz ainda faróis full-LED, ar-condicionado de duas zonas, teto solar elétrico panorâmico, tração 4x4 com seletor de terrenos (modos auto, snow, sand/mud e o exclusivo modo sport) com reduzida, chave presencial para acesso e partida, porta-malas com sensor de presença, bancos dianteiros com ajuste elétrico, freio de estacionamento eletrônico e com sistema auto-hold, bancos de couro, retrovisores com rebatimento automático, retrovisor fotocrômico e 7 airbags.

Como anda?

O nosso primeiro contato com o novo Jeep Compass 4xe foi bastante breve na pequena São Miguel do Gostoso, cidade que fica a 101 quilômetros da capital Natal (RN). No trecho inicial, o test-drive ficou restrito a uma breve passagem pelo centro da cidade com vias de paralelepípedo e lombadas, mas o intuito aqui era ver como o SUV se comportaria logo adiante no trecho de estrada de terra batida. O utilitário que se comporta como um veículo tração 4x4 passou tranquilamente pelos trechos, apesar dos pneus 235/45 serem totalmente voltados ao asfalto.

© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe (2)

A única oportunidade mesmo de ver como o Compass 4xe se comportava em um terreno mais difícil foi no local de gravação do vídeo à beira-mar, que contava com uma areia bastante fofa. Ali eu tive que selecionar o modo de terreno para “sand/mud” (areia/lama) para manobrar o carro. Bastavam leves toques no acelerador de forma progressiva para ele se movimentar, caso apertasse com muita força o pedal da direita, o carro atolaria a roda traseira – culpa dos 25,5 kgfm imediatos do motor elétrico no eixo traseira. O SUV ao final teve boa desenvoltura nessa breve experiência e não atolou mesmo com suas quase 2 toneladas (1.908 kg) e pneus urbanos.

No segundo trecho do test-drive, deu para conferir na prática a desenvoltura do motor 1.3 turbo híbrido plug-in, que mostrou mais força que seu “irmão” flex que equipa das demais versões do Compass no Brasil. Antes de detalhar, vale lembrar que a Jeep garante que o Compass 4xe acelera de 0 a 100 km/h em apenas 6,8 segundos – números dignos de hot hatch. Já a velocidade máxima fica em 206 km/h usando o sistema híbrido em sua totalidade ou 130 km/h rodando somente com o motor elétrico.

© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe_ambientadas (2)

Durante o breve circuito, deu para perceber principalmente durante as acelerações o maior vigor do Compass 4xe em relação as configurações 1.3 turboflex. É possível sentir o maior torque do SUV híbrido entregue de forma imediata para o eixo traseiro, principalmente na faixa abaixo dos 2.000 rpm – situação em que o empuxo é mais notado. Acima disso, a sensação é que a versão híbrida fica bem parelha ao Compass flex tradicional.

A Jeep destaca ainda as retomadas, que ficam em 4,3 segundos no 60 a 100 km/h e em 5,5 segundos no 80 a 120 km/h. Para efeito de comparação, em nossos testes o Compass Sport T270 fez 6,6 segundos na retomada de 80 a 120 km/h. Mas para tirar a dúvida, futuramente vamos trazer o modelo para um teste completo no Motor1.com.

© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe (9)© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe_Estúdio (17)© Motor1.com Brasil Jeep Compass 4xe (7)

No mais, o Compass 4xe tem seletor de modo híbrido disponível assim: Híbrido, que usa ambos os motores, Elétrico, que utiliza apenas o motor elétrico e o E-Save, que usa somente o motor 1.3 turbo a gasolina para manter o nível de carga da bateria. Nesse último modo o motor a combustão carrega a bateria até 80%, mas de contrapartida acaba reduzindo o consumo. O E-Save é útil para ocasiões em que a carga da bateria está baixa, algo que acabei testar na prática: consegui aumentar a carga de 26% para 40% em um curto trecho.

A estabilidade e a boa dinâmica do Compass se mantiverem presentes, com o SUV parecendo ter ficado levemente mais “pregado ao chão” por conta do maior peso das baterias instaladas no piso do carro, o que acaba reduzindo seu centro de gravidade.

Com uma mescla de esportividade e proposta off-road com seu sistema 4x4 formado pelos motores 1.3 turbo e elétrico distribuídos na dianteira e traseira, o Compass 4xe será um passo importante para a eletrificação a Jeep no Brasil. E nada melhor do que fazer a tecnologia híbrida de vitrine no SUV mais vendido do país.

Postagem Anterior Próxima Postagem

INVISTA AQUI