OUÇA A RÁDIO GUMA CLIQUE ACIMA

5G vai revolucionar indústria de games, hardwares e softwares

  • Evento em Natal (RN) do Ministério das Comunicações demonstra impacto da nova tecnologia no mercado de jogos eletrônicos e como a internet de quinta geração pode abrir espaço para novas indústrias e empregos

Foto: Ana Patrícia Almeida/MCom

PODCAST REDE GUMA
Do Brasil-61

A chegada do 5G ao Brasil abre portas não só para uma revolução no mercado de jogos eletrônicos, como também para novas indústrias do setor. O tema foi discutido no seminário “5G, a Era dos Games e as Profissões do Futuro”, promovido pelo Ministério das Comunicações em Natal (RN), no último dia 15. No primeiro painel, “5G, a chave para a nova era do universo digital”, Marcelo Rodino, especialista em tecnologias imersivas e pioneiro em realidade aumentada no Brasil, explica que a indústria nacional de jogos e a de hardwares finalmente vão trabalhar em pé de igualdade com outros países onde a internet de quinta geração já está estabelecida, além de proporcionar as novidades aos usuários.  

PARA OUVIR CLIQUE NO PLAY ABAIXO

 

“Com a chegada do 5G, vai facilitar muito a vida dos desenvolvedores, deixando a vida deles muito mais prática. E para quem consome, trazer uma experiência muito mais fluida, muito mais natural, seja para ver um filme via streaming, sem engasgar, seja nos jogos, onde você terá uma experiência sem travar”, destaca Rodino, responsável pela criação do Flex Universe, a primeira ferramenta brasileira no Metaverso. O Metaverso é um tipo de mundo virtual coletivo que tenta replicar a realidade por meio de dispositivos digitais.

O especialista fez uma analogia entre o 5G e o momento das grandes navegações, quando a humanidade descobriu novas terras e, no processo, desenvolveu tecnologias inovadoras. “Costumo dizer que efetivamente agora a gente está abrindo as portas do mundo digital para começar a explorar. A sensação é que temos uma caravela e o 5G é o vento que vai soprar essas velas para que possamos navegar com muito mais velocidade para explorar esse novo mundo.”

Marcelo Rodino explica que a evolução da tecnologia aumenta a demanda da indústria de softwares e hardwares no país. “Quando a gente começou a se relacionar com os computadores pessoais e a internet no nosso dia a dia, ao longo dessa evolução da tecnologia a gente foi criando cada vez mais essa vontade de misturar o real com o virtual, na verdade ultrapassar a tela, para o mundo digital. Mas eu consigo ver uma evolução não só para os games e entretenimento, mas também para área de educação, capacitação, campanhas promocionais”, destaca Marcelo. 

“E a parte de educação, o 5G tem uma área de abrangência muito maior, atinge locais muito mais distantes e para mim a internet serve para distribuir informação e conhecimento. E com os hardwares cada vez melhores, a tendência é que a gente transforme isso em um universo gamificado, as crianças e jovens vão poder estudar através de conteúdos gamificados”, aponta.

5G: seminário internacional debate impactos da tecnologia na educação e indústria

5G vai permitir que máquinas agrícolas “conversem entre si”

Atualmente, as principais atrações de jogos eletrônicos multiplayer ligados ao metaverso, como o Fortnite, funcionam melhor em consoles de videogames e computadores. Com a chegada do 5G, esse metaverso passa a ser utilizado também por aqueles que têm acesso apenas ao celular, aumentando a demanda pelo dispositivo.

Os youtubers Muca Muriçoca (Murilo Cervi) e Gordox (Willian Rodrigues) fecharam o evento destacando que o 5G funcionando em todo o país iguala as oportunidades, oferecendo a mesma tecnologia a desenvolvedores e usuários de todas as regiões, mesmo aquelas menos desenvolvidas na área, como o Nordeste. Segundo a Associação Brasileira de Empresas Desenvolvedoras de Jogos Digitais (Abragames), mais de 40% dos cursos ligados ao setor estão hoje na região Sudeste. 

Fonte: Brasil 61
Postagem Anterior Próxima Postagem

INVISTA AQUI