OUÇA A RÁDIO GUMA CLIQUE ACIMA

Morre Rolando Boldrin

JORNAL DO GUMA

De Estadão 

Um nome de referência ao se falar em cultura popular, Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira, 9, aos 86 anos, em São Paulo. Ele estava internado há dois meses no Hospital Albert Einstein, segundo informações da assessoria de imprensa da TV Cultura, mas a causa da morte não foi divulgada. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Rolando Boldrin morreu aos 86 anos, em São Paulo 

Rolando Boldrin alegrou as manhãs da TV Cultura, estando à frente do programa Sr. Brasil por mais de 15 anos. Com uma trajetória que cruza com a história da televisão brasileira, o apresentador tornou-se, ao longo do tempo, um dos nomes mais respeitados quando o assunto é cultura popular. Dono de uma memória invejável, o também ator e compositor é nome fundamental no resgate e na valorização da música caipira de raiz. Em entrevista ao Estadão, em 2021, disse: “E eu tenho 175 obras gravadas, gravei tudo o que você possa imaginar, de ritmos brasileiros, do samba de breque à moda de viola”.

“Eu sou o que se pode chamar de um contador de histórias”, 

dizia Boldrin todo orgulhoso. Em sua extensa carreira, que começou no rádio e viu os primórdios da televisão no País, foi o primeiro a interpretar, por exemplo, Odorico Paraguaçu, de O Bem Amado, nos anos 1960. “Eu fiz a primeira novela da televisão, a segunda, também. Fiz tudo”, divertia-se o ator, quando entrevistado pelo Estadão, durante a comemoração de seus 85 anos.

Trajetória

Aos 16 anos, Boldrin sai de São Joaquim da Barra, onde nasceu em 22 de outubro de 1936, rumo a São Paulo

Entra no mundo das artes pelo rádio, a partir de 1958, trabalhando como figurante em radionovelas

Aos 22 anos, faz teste na TV Tupi e inicia sua carreira com pequenos papéis

Nos anos 1950, começa a atuar em novelas, como ‘A Muralha’, na Record

Foi o primeiro ator a interpretar o icônico personagem Odorico Paraguaçu, de ‘O Bem Amado’, em 1960

Chega ao cinema e faz os longas ‘Doramundo’ (1978), ‘O Tronco’ (1999) e ‘O Filme da Minha Vida’ (2017)

Em 1981, Boldrin mostrou ao País o que era cultura popular, ao comandar o ‘Bem Brasil’, na Globo

Finalmente, em 2005, chega à TV Cultura e continua sua empreitada pela cultura brasileira com o programa ‘Sr. Brasil’

Postagem Anterior Próxima Postagem

INVISTA AQUI