terça-feira, 12 de novembro de 2013

JORNAL DA CIDADE

COMUNIDADE 
UNA

DIRETORA DA UNA É REPRESENTANTE NA CONAPIR


A III CONAPIR – CONFERENCIA NACIONAL DE IGUALDADE RACIAL, organizada pela SEPPIR- SECRETARIA POLITICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL, realizada em Brasilia, de 05 a 07 de novembro em Brasilia,no Centro de Convenções e Eventos Brasil 21. Além da presidenta Dilma, a ministra Luiza Bairros, e mais doze ministros tiveram presentes,
Recebida com muitos  aplausos a  presidenta Dilma Rousseff e a  ministra  chefe  da secretária de  Políticas  De Promoção  da Igualdade  Racial  Luiza  Bairros deram inicio  aos  trabalhos   que se iniciaram,  com debates sobre o tema Democracia e desenvolvimento sem racismo: por um Brasil afirmativo, na fala da presidenta, ela reconheceu que a comunidade   negra  está passando   por  um processo de  mudança , fruto  da  luta  do  movimento negro   em  parceria  com a  iniciativa  pública  e  a  privada, disse  que o  povo  Brasileiro  tem  na  origem  e  na formação a  união de   brancos, negros, índios  e  comunidades  tradicionais fazendo parte  desta  união, entretanto,   não  podemos  desconhecer  que  a   cor da  pele é ,ainda o motivo de exclusão  de  milhões de  pessoas.
Na ocasião, Dilma também assinou um projeto de lei que reserva 20% das vagas em concursos públicos de órgãos do governo federal para negros.
A medida estava sendo estudada pelo governo desde 2012 e passará agora pela análise de deputados e senadores. O assunto estava na Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), aguardando pareceres tanto da Advocacia-Geral da União, quanto do Ministério do Planejamento
Em discurso, Dilma informou que o projeto vai tramitar em regime de urgência constitucional, o que dá à Câmara e ao Senado 45 dias, cada um, para analisar o projeto, sob risco de trancar a pauta de votações.
Outra medida anunciada pelo governo federal dentro do programa, Mais Medicos, que inclui profissionais formados fora do país presidente é o envio, até 2014, de médicos para todas as comunidades quilombolas do país.
Ela também assinou o ato que cria o Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial, que segundo Dilma "formaliza uma das medidas mais importantes do Estatuto da Igualdade Racial". "Vai permitir o compartilhamento de responsabilidades entre governo federal, os estados e municípios", explicou.
Nos três dias de Conferência, a missão dos(as) participantes foi de apontar caminhos para a construção de um Brasil afirmativo, que considere a importância da inclusão racial nos processos de democratização e desenvolvimento do país. O debate se deu numa conjuntura favorável, com acúmulo de conquistas políticas, econômicas e sociais para o segmento negro que, pela primeira vez representa oficialmente mais da metade da população (50,7%) por auto declaração no último Censo do IBGE (2010).
 A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR), prestou conta das ações desenvolvidas nos últimos dez anos pela SEPPIR, parceiros governamentais e entidades da sociedade civil, em torno das políticas de promoção da igualdade racial e questões a elas relacionadas.
Estiveram presentes mais de 1400 delegados, dentre as propostas aprovadas pela plenária, podemos destacar, o feriado do 20 de novembro como feriado nacional, a regulamentação da profissão de professor e mestre de capoeira, e trabalhar para diminuir questão do extermínio de jovens negros, e outros.franquias baratas no brasil