quinta-feira, 5 de maio de 2016

Vi Cortez oficializa nome parlamentar na Câmara

Cortez assumiu o gênero feminino, se tornou a primeira vereadora trans do interior paulista,
 e a primeira pessoa a transicionar durante o exercício de um mandato político no Brasil.

Após assumir publicamente a identidade de gênero feminino e adotar o nome Victoria, Vi Cortez (PTB), finalmente consegue oficializar seu nome parlamentar.
Considerando que a Câmara de Avaré, a exemplo do Congresso Nacional e outros parlamentos, permite legalmente a utilização do nome parlamentar, Vi Cortez, agora passa a ser oficial.
E este foi um dos temas da palavra livre de Vi na última sessão do Legislativo. “Algumas pessoas dizem que estão querendo pregar a ditadura “gayzista” nas escolas, mas isto é um grande equívoco, querem é falar de inclusão social. Querem que todos tenham acesso a informação a respeito da identidade de gênero”, afirmou na noite do dia dois de maio.
Cortez lembrou também de uma importante conquista das pessoas transgêneras, que é decreto assinado pela presidente Dilma, no último dia 28, permitindo o uso do nome social para servidores e usuários de qualquer repartição pública federal.
Ainda durante sua palavra livre, Vi Cortez agradeceu a imprensa de Avaré que, de maneira geral, respeita sua condição de trans, inclusive na forma de tratamento.
Vale constatar que a partir do momento que Cortez assumiu o gênero feminino, se tornou a primeira vereadora trans do interior paulista, e a primeira pessoa a transicionar durante o exercício de um mandato político no Brasil, o que torna a Câmara de Avaré, um verdadeiro divisor de águas política e socialmente.