segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

INDICES REGISTRAM AVANÇOS NA EDUCAÇÃO DA REGIÃO

A Região de Avaré avança em todos os níveis de Educação, Escolas Estaduais de Ensino Fundamental e Médio da região melhoraram no IDESP de 2015; além disso, o Estado de São Paulo teve o melhor desempenho dos últimos 8 anos.
O índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (IDESP), o principal indicador de qualidade das escolas paulistas, foi publicado pela SEE, nesta quinta-feira, dia 04 de janeiro de 2016, demonstrou que a Região de Avaré avançou em todos os níveis de educação de suas escolas estaduais.
No ciclo II do Fundamental em 2014 a região teve a média de 2,70, já em 2015 avançou para 3,30; o Ensino médio que obteve a média de 2,12 em 2014, aumentou para 2,42 em 2015.
Vale a pena ressaltar que a Diretoria de Ensino – Região de Avaré, juntamente com as escolas estaduais jurisdicionadas, vem progredindo no referido índice, de forma considerável nos últimos anos.
O resultado positivo é acompanhado por todo o Estado, que alcançou o melhor índice da história na educação pública estadual. Isso significa que o Estado acelerou o ritmo rumo às metas (estabelecidas em 2008) para todos os ciclos em 2030.
Importante salientar que, para cálculo do IDESP, a Secretaria Estadual da Educação une o resultado do Saresp (em prova de Língua Portuguesa e Matemática- realizado em 24 e 25 de novembro 2015) as taxas de aprovação, reprovação e abandono. A comparação de 2014 e 2015 mostra avanço importante. A rede estadual avançou de 2,62 para 3,06 no ciclo 2. No ensino médio, de 1,93 para 2,25.
Neste contexto, necessário destacar que a Região de Avaré está acima da média do Estado de São Paulo, demonstrando que o plano de trabalho elaborado e as ações empregadas estão repercutindo positivamente no aprendizado dos nossos alunos.
Em 2015, a SEE fez uso da tecnologia no reforço de conteúdo dos estudantes do EF e EM. O denominado programa “Aventuras do Currículo +” indicou mais de 205 mil alunos para aulas extras de Língua Portuguesa e Matemática. As atividades são feitas com auxílio do computador (da sala do Acessa Escola ou de casa). Além disso, os estudantes do EM tiveram à disposição Geekie+, plataforma digital que reúne planos de estudos personalizados com base na prova do ENEM.
Por fim, as novidades previstas pela SEE para ampliar ainda mais o rendimento dos estudantes da rede está na plataforma “Foco Aprendizagem”. Este ano, professores e diretores de escolas terão um diagnóstico mais preciso sobre as habilidades e competências de cada turma por disciplina e receberão instrumentos de intervenções, a fim de melhorar ainda mais o nível de aprendizagem dos alunos. O site reúne ainda dados das últimas edições do Saresp e é utilizado como referência na organização dos planos de aula e de reforço. Foto: Internet (Jornal do Ogunhê)