FUNDAÇÃO PADRE EMILIO ESCLARECE FATOS SOBRE TORRES DE RETRANSMISSÃO DE SINAL DE TV

"Em momento algum inviabilizamos a permanência das torres no local 
e nem demos causa a essa falta de sinal" , comenta direção da Fundação.
Conforme editamos alguns dias atrás, entramos em contato com a direção da Fundação para que a mesma se manifestasse sobre informações que davam conta de impasses para continuação do uso dom imóvel para retransmissão de sinal de Tvs em Avaré.
Segue abaixo o parecer oficial da entidade.


Esclarecimentos sobre as antenas de transmissão das TVs, Rádios e Internet

A Fundação Padre Emilio Immoos, é uma entidade assistencial sem fins lucrativos localizada na área rural da cidade de Avaré – SP, de reconhecimento público municipal e estadual, que foi fundada pelo saudoso Padre Emilio e hoje atende 68 pessoas com deficiência intelectual e/ou física do sexo masculino, com idade acima de 16 anos que foram abandonadas pela família.
Atualmente esta instituição é administrada por voluntários que corporificam a diretoria executiva e o conselho de curadores. Conta com uma equipe multidisciplinar com finalidade de dar qualidade de vida e cidadania a jovens especiais, provenientes de vários municípios do país, pois é a única entidade gratuita capacitada para tal no Estado de São Paulo.
Nos últimos dias alguns meios de comunicação divulgaram, de forma errônea, a informação de que a Fundação Padre Emilio estaria inviabilizando a permanência de suas torres de transmissão naquele espaço, pois estaria querendo cobrar aluguel das emissoras.
Dos fatos reais: A Fundação Padre Emílio é a proprietária e responsável legal pelo espaço que abrigam as antenas de retransmissão de algumas emissoras de TVs, rádio, Internet e Telefonia.
Ocorre que a chuva e os fortes ventos do último dia 15 derrubaram algumas dessas torres, deixando várias emissoras de TV e rádio sem sinal.


Os equipamentos e antenas dessas emissoras ficaram totalmente destruídos e espalhados pelo chão. Somados a isso, temos o alto valor econômico dos aparelhos e a falta de segurança no local o que levou a retirada dos equipamentos pelos proprietários.
Em momento algum inviabilizamos a permanência das torres no local e nem demos causa a essa falta de sinal.
Informamos que medidas já estão sendo tomadas para a instalação de uma nova torre e limpeza do local, bem como estamos entrando em contato com as emissoras para celebração de um novo acordo e aguardamos retorno das mesmas.
Gostaríamos de registrar nossa indignação com a sugestão de desapropriação do local, que possibilita uma ajuda financeira a nossa entidade que tanto necessita, para ser eventualmente cedidas as emissoras que obtêm lucros milionários.
Estamos à disposição para esclarecimento de qualquer dúvida, diretamente na Fundação, no endereço Chácara Vera Cruz, s/n, ou pelo telefone 3732-0787.
Assina a nota:
Aprígio Garcia de Moura
Diretor Tesoureiro da Fundação Pe. Emílio Immoos

Agora o parecer da Prefeitura:

PREFEITURA EMITE NOTA SOBRE AVARÉ FICAR SEM TRANSMISSÃO DE TV ABERTA

A Prefeitura da Estância Turística de Avaré informa que não possui legitimidade para intervir no restabelecimento dos sinais de TV aberta no município.
A área é particular e pertence a Fundação Padre Emilio Immos que vem tentando regularizar a ocupação daquele terreno há anos. Dezenas de empresas de telecomunicações estão instaladas no terreno. TVs, Internet, Telefonia e emissoras de Rádio. Nem todas foram prejudicadas pela queda de um conjunto de torres. A maioria regularizou o uso do espaço junto a fundação e construiu torres próprias para abrigar seus equipamentos. Entre as empresas que se preocuparam em construir estrutura própria no local estão as rádios: Mix FM e Interativa FM. A TV Tem, TV Record e Embratel.
A Prefeitura de Avaré não possui equipamentos públicos ali instalados e, muito menos, tem responsabilidade na manutenção de transmissores, cabos e antenas de emissoras de TV que permanecem no espaço. Eventuais práticas em sentido contrário, tomadas por administrações anteriores, estão sendo apuradas pela Procuradoria do Município, Departamento de Análise e Conferência (DAC) e Controladoria.
A citada desapropriação da área para que sejam doadas as empresas interessadas não está entre os planos imediatos da Prefeitura. Para o Prefeito Jô Silvestre, a administração municipal está disposta a colaborar os empresários dentro dos limites de sua legitimidade, desde que essa ajuda não implique em consideráveis despesas para o contribuinte.

Postar um comentário

SUA OPINIÃO É BEM VINDA ...AFINAL VOCÊ É UM AMIGO DO GUMA!

INSTAGRAM

INSTAGRAM
Copyright © REDE GUMA. Designed