OUÇA A RÁDIO GUMA CLIQUE ACIMA

As cartas de Chico Xavier

 TV AVARÉ


Maurício Garcez, Henrique Gregoris e Gleide de Deus jamais se viram enquanto vivos. Maurício e Henrique viviam em Goiás quando foram assassinados a tiros. Gleide, no Mato Grosso do Sul. Em comum ainda o fato de, após suas mortes terem, supostamente, feito a Justiça entender que foram vítimas acidentais de seus algozes. José Divino, responsável pela morte de Maurício, e João de Deus, marido de Gleide Maria, foram submetidos a júri popular e os resultados foram a absolvição. O responsável pelas cartas psicografadas que contribuíram para o veredicto foi o médium mineiro Francisco Cândido Xavier, o Chico Xavier, morto em 2002. Os casos em que a Justiça aceitou como reforço de provas cartas supostamente enviadas por aqueles que já morreram até hoje geram polêmica. À época dos processos os casos tiveram repercussão nas principais publicação de todo o mundo. Para alguns especialistas, a inclusão de material religioso em processos judiciais nos remete a um período sombrio da história onde princípios teológicos interferiam diretamente no resultado de ações na Justiça.


Postagem Anterior Próxima Postagem

INVISTA AQUI