OUÇA A RÁDIO GUMA CLIQUE ACIMA

''Inimigo silencioso' vê-se no rosto? O sintoma que jamais deve ignorar

 JORNAL DO GUMA

Do Lifestyle ao Minuto

conceptodefinicion.de

Apesar de, habitualmente, não apresentar sintomas, o nosso corpo dá sinais de alerta que podem indicar a presença de colesterol em excesso. O xantelasma é um deles.

 

Mais comum na meia idade e em mulheres, trata-se uma lesão amarela nos cantos internos das pálpebras, normalmente indolor, formada por colesterol que se acumula em forma de bolsas sob a pele, que pode ser sinal de níveis extremamente elevados de colesterol LDL, alerta a clínica britânica Cosmedics ao jornal Express.

O colesterol, por si só, não é uma doença. Porém,  pode ser a causa de vários problemas cardiovasculares. A maioria das pessoas só sabe que tem níveis elevados quando faz análises ao sangue ou, em casos mais graves, após alguma complicação, como acidentes vasculares cerebrais ou infartos do miocárdio. 

Existem dois tipos de colesterol:  o HDL (o 'bom') e o LDL (o 'mau'). O 'bom' colesterol é responsável pela eliminação de colesterol em excesso do sangue e do que se encontra depositado nas artérias, transportando de volta para o fígado, onde é eliminado. Já o 'mau' colesterol transporta o colesterol do fígado para os tecidos onde este poderá ser utilizado. Quando está em excesso, é responsável pelos depósitos de gordura nas paredes das artérias.

A boa notícia é que é possível tratar e controlar o colesterol elevado através de uma dieta alimentar saudável e equilibrada, prática de exercício físico regular e da toma de remédios específicos.

Postagem Anterior Próxima Postagem

INVISTA AQUI